Saltar para o conteúdo principal

Faltando quatro dias para o segundo turno, Lula atinge 66% dos votos válidos

Eleições -

A quatro dias do segundo turno, e dois dias antes do último debate a ser realizado entre os presidenciáveis, o candidato do PT à Presidência da República, Luiz Inácio Lula da Silva, tem 66% dos votos válidos e, se a eleição fosse realizada hoje, estaria eleito, mostra pesquisa realizada pelo Datafolha nesta quarta-feira, 23 de outubro de 2002. José Serra (PSDB) teria 34% dos votos válidos.

Ambos os candidatos obtiveram percentuais idênticos aos verificados na última pesquisa, realizada sexta-feira passada, dia 18 de outubro.

Segundo os dados oficiais do TSE o petista teve 46,44% e o peessedebista 23,20% dos votos válidos no primeiro turno.

Foram ouvidos 10402 eleitores em 351 municípios. A margem de erro máxima para este levantamento é de, no máximo, dois pontos percentuais, para mais ou para menos.

Considerando o total da amostra Lula atinge 59% e Serra 31% das intenções de voto. Em relação à pesquisa anterior, a única variação fora da margem de erro da pesquisa ocorreu entre os eleitores que se dizem indecisos, cujo percentual passou de 3% para 6%.

O percentual de eleitores que votariam em branco ou anulariam o voto permaneceu idêntico, 4%.

A taxa de eleitores que pretendem votar em Lula oscilou negativamente dois pontos (era de 61% na pesquisa de sexta-feira) e a dos que pretendem votar em Serra oscilou negativamente um ponto (era de 32% no levantamento anterior)

Os segmentos nos quais Lula leva maior vantagem sobre José Serra são o eleitorado masculino (39 pontos percentuais), as cidades localizadas nas regiões metropolitanas (37 pontos), o Nordeste, as cidades com mais de 150 mil eleitores (36 pontos de vantagem em cada estrato), os eleitores com idade entre 35 e 44 anos, aqueles que estudaram até o 2º grau (35 pontos, em cada), os que têm renda familiar mensal entre R$ 1.001,00 e R$ 2.000,00, ou mais de cinco até dez salários mínimos (33 pontos) e os que têm nível superior de escolaridade (31 pontos).

91% dos eleitores que têm um candidato ou pretendem anular o voto ou votar em branco se dizem totalmente decididos

A pesquisa do Datafolha mostra que a possibilidade de uma reviravolta no cenário para a eleição presidencial é pequena, se for levado em consideração o grau de decisão sobre o voto declarado pelos eleitores entrevistados.

Entre os eleitores que têm um candidato a presidente ou pretendem votar em branco ou anular o voto o percentual dos que se dizem totalmente decididos quanto à sua opção no segundo turno chega a 91%; essa taxa era de 87% na última sexta-feira, 18 de outubro.

O percentual dos que afirmam que seu voto ainda pode mudar caiu de 12% para 9%.

Entre os eleitores que pretendem votar em Lula a taxa dos que se dizem totalmente decididos aumentou de 90% para 93% e a dos que afirmam que seu voto ainda pode mudar oscilou de 9% para 7%.

Entre os eleitores de Serra também aumentou o percentual de eleitores que se dizem totalmente decididos, passando de 84% para 89%; 10% consideram a hipótese de mudar, taxa cinco pontos inferior à verificada na última pesquisa.

Entre os eleitores que não escolheram um candidato (que pretendem votar em branco, anular o voto ou se declaram indecisos) 27% afirmam que podem mudar - taxa idêntica à verificada na última pesquisa.

A pesquisa mostra que, entre os eleitores que, hoje, dizem que pretendem votar em branco ou anular o voto, mas ainda podem mudar, 39% afirmam que, em caso de mudança, optariam por Serra; 30% deles votariam em Lula. Não sabem dizer o que farão se, de fato, mudarem o voto, 24%.

Entre os eleitores que pretendem votar em Lula e admitem mudar, 55% dizem que, nesse caso, optariam por Serra e 37% votariam em branco ou anulariam o voto.

Dos que pretendem votar em José Serra mas admitem que ainda podem mudar 57% dizem que, em caso de mudança, optariam por Lula e 36% votariam em branco ou anulariam o voto.

Fonte: Se você não votar em__, você vai votar em __, vai anular o voto ou vai votar em branco?

Base: Entrevistados que pretendem votar em algum candidato e declararam que o voto ainda pode mudar?

A quatro dias do segundo turno, 13% ainda não sabem dizer, espontaneamente, o número que devem digitar para confirmar seu voto para presidente. Do total de eleitores entrevistados 75% sabem dizer o número de seu candidato a presidente; citam números incorretos 4%.

Em relação à pesquisa realizada no dia 18 de setembro o percentual dos eleitores que pretendem votar em Lula e sabem que devem digitar o número 13 na urna eletrônica para confirmar seu voto para presidente oscilou de 83% para 85%; entre os que pretendem votar em Serra, a taxa dos que sabem que devem digitar o número 45 para confirmar seu voto aumentou de 69% para 76% hoje.

São Paulo, 23 de outubro de 2002.

Baixe esta pesquisa