Saltar para o conteúdo principal

Na véspera da eleição, Serra atinge 54% e Marta 46% dos votos válidos

Eleições -

Na véspera do segundo turno da eleição para prefeito de São Paulo, José Serra (PSDB) atinge 54% dos votos válidos, oito pontos a mais do que a atual prefeita e candidata à reeleição, Marta Suplicy (PT), que tem 46%.

A Justiça Eleitoral divulga os resultados oficiais da eleição com base nos votos válidos, excluindo brancos, nulos e abstenções. Para o cálculo destes votos, o Datafolha exclui da amostra, além dos votos brancos e nulos, os eleitores que se declaram indecisos.

Pesquisa realizada nos dias 7 e 8 de outubro mostrava José Serra com 51% das intenções de voto, e Marta Suplicy com 39%, uma vantagem de 12 pontos percentuais. Considerados apenas os votos válidos, o placar era 56% a 44%. No dia 15, a diferença se manteve em 12 pontos (52% para Serra, 40% para Marta, ou 56% a 44%, nos votos válidos). No dia 21, o peessedebista tinha 51% (55% dos votos válidos) e a petista 41% (45% dos válidos) das intenções de voto. No dia 27, o candidato tucano oscilou para 49% (54% dos válidos) e a atual prefeita para 42% (46% dos válidos). Hoje, Serra tem 50% das intenções de voto, e Marta 43% das intenções de voto.

Levando-se em consideração a margem de erro da pesquisa, que é de dois pontos percentuais, para mais ou para menos, Serra pode ter entre 48% e 52% das intenções de voto, ou entre 52% e 56% dos votos válidos. A intenção de voto em Marta, por sua vez, se situa entre 41% e 45%, e o percentual de votos válidos que a prefeita atingiria hoje estaria entre 44% e 48%.

Na véspera da eleição, 7% dos eleitores da cidade de São Paulo não têm candidato a prefeito (vão votar em branco ou anular ou se declaram indecisos).

Foram entrevistados 6470 eleitores: 3370 na sexta-feira, dia 29, antes do último debate, na TV Globo, e 3100 no sábado, dia 30 de outubro.

A rejeição a Serra cresceu ao longo do segundo turno: o percentual de eleitores que afirmam que não votariam nele de jeito nenhum era de 29% na pesquisa realizada nos dias 7 e 8 de outubro; essa taxa oscilou para 30% no dia 15, passou a 32% no dia 21, chegou a 33% no dia 27 e é hoje de 34%. A rejeição a Marta, maior do que a de Serra, se encontra hoje em nível semelhante ao do início da disputa pelo segundo turno: ela era de 42% na primeira pesquisa, oscilou para 44% no dia 15%, foi a 45% no dia 21, oscilou para 43% no dia 27, taxa que se mantém hoje.

Tanto entres os que hoje têm intenção de votar em Serra, quanto entre os que pretendem votar em Marta, 7% afirmam que podem mudar de ideia até o momento de confirmar seu voto na urna eletrônica.

Entre os que hoje votariam em Serra e não estão totalmente decididos, 66% dizem que votarão em Marta, caso mudem de idéia; 29% desses eleitores votarão em branco ou anularão o voto. Entre os que têm intenção de votar na candidata do PT, mas admitem mudar de ideia, 62% afirmam que darão seu voto ao peessedebista, caso isso aconteça, e 32% dizem que vão anular o voto ou votar em branco.

Entre os eleitores que votariam hoje em Marta, 93% sabem o número (13) a ser digitado na urna eletrônica para confirmar seu voto para prefeito amanhã. Entre os que votariam em Serra (número 45), 94% informam corretamente o número do candidato.

Para 46% dos eleitores que viram debate, Serra se saiu melhor; para 40%, Marta teve melhor desempenho

José Serra foi considerado o candidato com melhor desempenho no debate transmitido pela TV Globo na sexta-feira pelos eleitores que assistiram o programa, segundo a pesquisa do Datafolha. Marta foi considerada a melhor por 40% dos entrevistados.

Levando-se em consideração o total de entrevistados, inclusive aqueles que não assistiram o debate, mas podem ter sido atingidos pela repercussão do programa, 34% acham que Serra se saiu melhor e 28% consideram que Marta teve melhor desempenho. Não sabem responder a essa indagação 37%.

O debate foi acompanhado por 58% dos eleitores entrevistados (22% dizem ter assistido o programa na íntegra e 36% afirmam que o viram em parte).

As perguntas sobre o debate, incluídas na última pesquisa de intenção de voto do Datafolha, foram feitas aos entrevistados que foram abordados no sábado, dia 30 de outubro. Foram entrevistados 3100 eleitores, e a margem de erro é de dois pontos percentuais, para mais ou para menos.

São Paulo, 30 de outubro de 2004.

Baixe esta pesquisa