Saltar para o conteúdo principal

Luizianne segue na liderança, com 50% das intenções de voto; Moroni tem 39%

Eleições -

A segunda pesquisa do Datafolha sobre a disputa pela Prefeitura de Fortaleza no segundo turno, realizada nesta sexta-feira, 22 de outubro, revela um quadro estável: a candidata do PT, Luizianne Lins, tem 50% das intenções de voto, e o candidato do PFL, Moroni Torgan, conta com 39% das preferências. Em relação à pesquisa anterior, realizada no dia 14, Luizianne oscilou um ponto percentual para baixo, enquanto Moroni manteve o mesmo percentual. Considerados apenas os votos válidos (excluídos os votos em branco, os votos nulos e os eleitores indecisos) Luizianne teria 56% e Moroni 44%.

Anulariam o voto ou votariam em branco 5%, mesmo percentual dos que se dizem indecisos.

O Datafolha ouviu 879 eleitores. A margem de erro máxima para este levantamento, para o total da amostra, é de três pontos percentuais, para mais ou para menos.

Entre os eleitores que declaram ter votado em Inácio Arruda (PC do B) no primeiro turno, 70% têm agora intenção de votar na candidata do PT. Essa taxa é de 48% entre os eleitores de Antonio Cambraia (PSDB) e entre os que declaram ter votado em Aloísio Carvalho (PMDB).

Moroni Torgan conta com o apoio de 36% dos eleitores de Aloísio Carvalho, 35% dos de Antonio Cambraia e de 18% dos de Inácio Arruda.

A rejeição a Moroni (43%) continua sendo maior do que a de Luizianne (33%), mas a taxa dos que não votariam de jeito nenhum na petista aumentou quatro pontos percentuais em relação à pesquisa anterior.

Afirmam que não estão totalmente decididos, e que seu voto ainda pode mudar até o dia 31, data do segundo turno da eleição, 10% dos eleitores de Fortaleza.

Entres os que hoje têm intenção de votar em Luizianne, 92% dizem que sua decisão é definitiva; 8% afirmam que ainda podem mudar. Entre os que hoje votariam em Moroni, 88% afirmam ter certeza de sua decisão e 12% dizem que ainda podem mudar de ideia.

Entre os que hoje votariam em Luizianne e não estão totalmente decididos, 66% dizem que votarão em Moroni, caso mudem de ideia. Entre os que têm intenção de votar no pefelista, mas admitem mudar de idéia, 73% afirmam que darão seu voto à candidata do PT, caso isso aconteça.

O percentual de eleitores de Fortaleza que acham que Luizianne vai ser eleita prefeita no dia 31 aumentou, em relação à pesquisa anterior, de 54% para 65%. A taxa dos que acham que Moroni será o vitorioso caiu de 32% para 23%.

O desempenho de Luizianne no horário eleitoral gratuito é aprovado por 64% dos eleitores que viram ou ouviram as propagandas. Essa taxa é seis pontos inferior à verifica na pesquisa anterior (70%). Para 25% ela vem tendo um desempenho regular e 8% consideram a atuação da candidata ruim ou péssima. Essas taxas eram de, respectivamente, 19% e 5%.

A aprovação a Moroni Torgan caiu de 58% para 44%; a taxa dos que o consideram regular passou de 24% para 29% e a dos que desaprovam seu desempenho dobrou, passando de 13% para 26%.

Dizem ter visto ou ouvido a propaganda dos candidatos 67% dos eleitores entrevistados.

Entre os eleitores que votariam hoje em Luizianne, 95% sabem o número (13) a ser digitado na urna eletrônica para confirmar seu voto para prefeito no dia 31 de outubro. Entre os que votariam em Moroni, 90% informam corretamente o número do candidato (25).

São Paulo, 22 de outubro de 2004

Baixe esta pesquisa