Com vantagem menor, Witzel tem 56% dos válidos, ante 44% de Paes

Eleições -

A vantagem de Wilson Witzel (PSC) sobre Eduardo Paes (DEM) no 2º turno da disputa pelo governo do Rio de Janeiro caiu de 22 para 12 pontos percentuais ao longo da última semana, mas o ex-juiz ainda tem vantagem sobre o adversário a três dias da votação. A contagem de votos válidos mostra o ex-juiz com 56% de preferência eleitoral, ante 61% em pesquisa realizada na semana passada. O candidato do DEM, no mesmo período, passou de 39% para 44% das intenções de votos válidos.

Leia mais »

Disputa pelo Bandeirantes tem Doria com 52%, contra 48% de França

Eleições -

A três dias do 2º turno, pesquisa Datafolha mostra disputa acirrada para o governo de São Paulo, com João Doria à frente com 52% dos votos válidos ante 48% de Marcio França (PSB). Os percentuais de ambos estão no limite da margem de erro, com maior probabilidade de Doria estar à frente. Em comparação ao levantamento anterior, do dia 18 de outubro, a vantagem de Doria sobre França recuou de seis para quatro pontos, no período o tucano oscilou um ponto para baixo (tinha 53%) e o socialista um ponto para cima (tinha 47%).

Leia mais »

Pela Presidência, Bolsonaro tem 56% dos válidos, contra 44% de Haddad

Eleições -

O candidato Jair Bolsonaro (PSL) se mantém na dianteira pela Presidência da República, mas chega aos últimos dias da disputa com a menor vantagem sobre Fernando Haddad (PT) desde o início da campanha de 2º turno. Com 56% dos votos válidos, o capitão reformado tem agora 12 pontos de vantagem sobre o ex-prefeito de São Paulo, que aparece com 44%. Em pesquisa realizada na última semana, a distância em favor do candidato do PSC era de 18 pontos percentuais (59% a 41%).

Leia mais »

72% dos eleitores do Rio são a favor de continuidade da intervenção

Opinião Pública -

Informados de que "um decreto do governo federal promoveu a intervenção na segurança pública do Rio de Janeiro e colocou sob comando federal as polícias e os presídios do estado em fevereiro de 2018", e de "esse decreto é válido até 31 de dezembro deste ano", os eleitores fluminenses foram consultados sobre sua posição a respeito da prorrogação da intervenção federal na segurança do estado após a data previamente estabelecida, e 72% declararam ser a favor da continuidade dessa ação. A parcela de contrários abrange 21% dos eleitorado, e os demais são indiferentes ao tema (4%) ou não opinaram (4%).

Leia mais »

Desejo de mudança e rejeição ao PT alavancam candidatura de Bolsonaro

Eleições -

O desejo de renovação e mudança no poder move 30% dos eleitores de Bolsonaro e é a principal razão de voto no candidato do PSL, que tem 59% das intenções votos válidos na disputa pela Presidência. A rejeição ao PT vem a seguir, citada espontaneamente por 25% como motivo para votar em Bolsonaro, e na sequência aparecem as propostas na área de segurança do candidato, mencionadas por 17% (incluindo 1% que citam a proposta de facilitar a compra de armas pela população, e 1% que votam no capitão reformado pela promessa de diminuir a maioridade penal).

Leia mais »