Saltar para o conteúdo principal

Pepsi tem inserção mais efetiva no CQC, visto por 2,2 mi em setembro

Mercado -

Em setembro, 25% dos paulistanos com 16 anos ou mais assistiram ao programa CQC (Custe o Que Custar), da Rede Bandeirantes, mostra o PRM (Pesquisa de Retenção de Merchandising), pesquisa realizado pelo Datafolha que mostra a retenção espontânea de propagandas no contexto dos programas de TV.

Isso significa que 2,2 milihoes de paulistanos tiveram acesso ao programa, exibido nas noites de segunda-feira.

O hábito de assistir ao programa CQC é maior entre os homens, entre os paulistanos de até 55 anos, entre os pertencentes às classes ABC e entre os que possuem nível médio e superior de escolaridade.

Das 8 marcas que inseriram propagandas no CQC em setembro, a Pepsi teve a maior taxa de retenção espontânea (23,9%). ão cerca de 500 mil paulistanos lembrando espontaneamente da marca.

Vale notar que a marca, além de suas ações de merchandising no programa, é patrocinadora do quadro Top Five e já liderava a taxa de retenção espontânea em rodadas anteriores da pesquisa.

No segundo lugar, destaque para Kaiser (5,0%), Gilette (4,7%), Santander (1,9%) e Ponto Frio (1,2%).

As marcas Absurda, Colgate e Volkswagen, que também inseriram ações de merchandising no programa, não foram lembradas espontaneamente.

Baixe esta pesquisa