Saltar para o conteúdo principal

Entre paulistanos, Corinthians tem maior torcida e faz principais clássicos

Opinião Pública -

O Corinthians é o time com maior torcida de São Paulo atualmente, com 36% dos moradores da capital indicando o time como o seu preferido. Na sequência aparecem São Paulo (19%), Palmeiras (12%), Santos (5%), Flamengo (2%) e Vasco (1%), entre outros com percentual inferior a 1%. Um em cada quatro (24%) paulistanos não tem um time de preferência.

Na parcela dos mais jovens, o Corinthians aparece com 41%, ante 19% do São Paulo e 9% do Palmeiras. Entre os mais velhos, há menos corintianos (24%) e são-paulinos (11%), e sobe o índice de palmeirenses (16%) e sem time (38%).

A comparação com pesquisa realizada em junho de 2014 mostra que as movimentações das torcidas na capital paulista ficaram dentro da margem de erro. Nesse levantamento, o Corinthians tinha 35% de preferência entre os paulistanos, ante 21% do São Paulo, 12% do Palmeiras, 5% do Santos e 1% do Flamengo, entre outros com menor percentual.

A disputa entre Corinthians e Palmeiras é o principal clássico do futebol paulista atualmente, segundo 35% dos paulistanos. O jogo entre Corinthians e São Paulo é o segundo clássico mais citado, com 17%, e na sequência aparecem, no mesmo patamar, Corinthians e Santos (2%), São Paulo e Palmeiras (2%), e Palmeiras e Santos (2%). Uma parcela de 38% não apontou clássicos, 1% citou outros, e 1% disse não haver nenhum clássico atualmente.

Dos que torcem pelo Corinthians, 45% apontam a duelo do seu time contra o Palmeiras, 18%, o clássico contra o São Paulo, e 30% não opinaram. Dentre os que preferem o São Paulo, 43% mencionam a partida do seu time contra o Corinthians, 26%, o clássico entre Corinthians e Palmeiras, e 22% preferiram não opinar. Da torcida palmeirense, 63% citam o clássico de seu time contra a equipe corintiana, 5% mencionam Palmeiras e Santos, 2%, Palmeiras contra São Paulo, e 24% não opinaram. Dos torcedores do Santos, 33% apontam Corinthians e Palmeiras, 22%, Corinthians e Santos, 16%, Palmeiras e Santos, 4%, São Paulo e Santos, e outros 4%, Corinthians e São Paulo, além de 20% que não opinaram.

Entre os mais jovens, 27% citam Palmeiras e Corinthians como o maior clássico, no mesmo patamar de São Paulo e Corinthians (25%). Na faixa de 35 a 44 anos, porém, 41% indicam o confronto entre palmeirenses e corintianos, e 17%, o jogo entre são paulinos e corintianos - maior diferença entre as faixas de idade analisadas.

O Datafolha também testou o conhecimento dos torcedores sobre os jogadores de seu time. Para isso, os entrevistados foram convidados a citar três nomes que jogam no seu time preferido atualmente.

Dos corintianos, 46% citaram pelo menos um nome correto, o índice mais alto entre os quatro times com as maiores torcidas na cidade. Uma pequena parcela, de 3%, mencionou nomes incorretos, e 51% não apontaram nenhum nome. Entre os homens, 67% indicaram corretamente pelo menos um nome, ante 25% entre as mulheres. Por faixa de idade, os mais jovens são os que menos citam pelo menos um nome (36%), e aqueles com idade entre 45 a 59 anos são os que mais mencionam nomes corretos (54%).

No universo de citações de nomes de jogadores do time atual do Corinthians, destaca-se o nome do goleiro Cássio (32%), e na sequência aparecem Jô (13%), Jadson (12%), Fágner (9%), Rodriguinho (7%), Marlone (5%), Marquinhos Gabriel (3%), Romero (2%) e Kazim (2%), entre outros com 1% ou menos. Foram citados incorretamente Renato Augusto, Gil e Elias, com 1% cada um, entre outros.

Na parcela da população que tem o Palmeiras como time de preferência, 36% citaram pelo menos um nome correto, 5% citaram nomes incorretos e 59% não souberam indicar nenhum nome. Na parcela dos homens, 58% declaram pelo menos um nome correto, índice que fica em 14% entre as mulheres. Na faixa de 25 a 34 anos, 50% citam o nome de pelo menos um jogador corretamente.

Considerando o total de citações, os jogadores mais mencionados corretamente pelos palmeirenses foram Fernando Prass (27%) e Dudu (26%), e na sequência aparecem Tchê Tchê (9%), Zé Roberto (7%). Moisés (4%), Guerra (3%), Felipe Melo (2%), Vitor Hugo (2%), Rafael Marques (2%) e Jean (2%), entre outros com 1%. O jogador Gabriel Jesus, ex-jogador do time, foi citado incorretamente por 2%, além de outros.

Dos torcedores são-paulinos, 31% mencionam pelo menos um nome correto de jogador, e 60% não souberam citar nenhum, além de 9% que mencionam nomes incorretos. Na fatia masculina de torcedores, 49% indicaram pelo menos um nome correto, ante 11% no universo das mulheres. Na faixa dos mais jovens, 41% indicaram ao menos um nome corretamente.

No conjunto de citações de jogadores do São Paulo aparecem Rodrigo Caio (17%), Cuevas (11%), Sidão (11%), Chaves (10%), Maicon (10%), Lugano (7%), Dênis (4%), Luiz Araújo (3%), Cícero (3%) e Welington Nem (2%), entre outros com 1% ou menos. O nome de Rogério Ceni, atual técnico, é citado incorretamente por 7% como jogador.

Uma parcela de 43% dos santistas cita pelo menos um nome correto do time atual, e os demais citam nomes incorretos (8%) ou não souberam citar o nome de ao menos um jogador (49%).

Os mais mencionados da equipe santista, considerando o total de citações, foram Ricardo Oliveira (22%) e Lucas Lima (19%), seguidos por Vanderlei (11%), Renato (11%), Zeca (8%) e Vitor Bueno (3%), entre outros.

Baixe esta pesquisa