Temer atinge índice mais alto de reprovação desde redemocratização

Opinião Pública -

O governo do presidente Michel Temer (PMDB) é considerado ruim ou péssimo por 73% dos brasileiros, o que o torna o presidente com o índice mais alto de reprovação na série histórica do Datafolha que tem início com a redemocratização. Até então, a marca de presidente mais rechaçado pelos brasileiros pertencia a sua antecessora, Dilma Rousseff (PT), que em agosto de 2015 tinha seu governo avaliado como ruim ou péssimo por 71% da população. Dois meses após assumir a Presidência no lugar da petista, em julho do ano passado, o peemedebista tinha 31% de reprovação. Esse índice vem subindo desde então: passou para 61% em abril deste ano, alcançou 69% e agora atinge 73%, o mais alto já registrado na série histórica do Datafolha. Atualmente, 5% consideram o governo Temer ótimo ou bom, aprovação mais baixa desde 1989, e para 20% sua gestão é regular, além de 2% que não opinaram.

Leia mais »

Para 83%, Temer teve participação direta em esquemas de corrupção

Opinião Pública -

Pesquisa Datafolha mostra que nove em cada dez brasileiros adultos (88%) tomaram conhecimento sobre as denúncias de corrupção que envolvem o presidente Michel Temer e os executivos da JBS, Joesley e Wesley Batista, no âmbito da Operação Lava-Jato. Desses, 31% declararam estarem bem informados, 47% mais ou menos e 10% mal informados. Uma parcela de 12% declarou não ter conhecimento o sobre o assunto - entre os mais jovens (19%), entre os menos instruídos (19%) e entre os mais pobres (17%) são observados os índices de desconhecimento mais altos.

Leia mais »

Somente 7% aprovam governo Temer

Opinião Pública -

Envolvido em denúncias de corrupção e um ano e um mês após assumir a Presidência da República, Michel Temer (PMDB) tem seu governo aprovado por somente 7% dos brasileiros com 16 anos ou mais, índice que o coloca entre os presidentes com pior aprovação na série histórica do Datafolha. Na última avaliação presidencial, realizada em abril, a gestão do peemedebista era aprovada por 9%. No mesmo período, a reprovação a Temer subiu de 61% para 69%, índice que o coloca no mesmo patamar de Dilma Rousseff (PT) ao atingir seu índice mais alto de reprovação (71%), o mais alto já registrado nas pesquisas do Datafolha, em agosto de 2015. Há ainda 23% que avaliam a gestão de Temer como regular, e 2% que preferiram não opinar.

Leia mais »

Para 45% corrupção diminuirá após Lava Jato, e 44% não veem mudança

Opinião Pública -

Os brasileiros estão divididos sobre os efeitos da Lava-Jato sobre a corrupção no país. Para 45%, depois da operação o nível de corrupção no Brasil irá diminuir, e uma fatia igual (44%) avalia que ela continuará na mesma proporção de sempre. Há ainda 7% que acreditam que a corrupção irá aumentar, e 4% não opinaram. Na parcela dos homens, 52% acreditam que a corrupção irá diminuir, ante 39% entre as mulheres. Na faixa dos mais jovens, 50% avaliam que o nível de corrupção não irá se alterar, e 39%, que irá diminuir. Conforme o avanço da faixa etária, essa tendência se inverte: entre quem têm de 35 a 44 anos, 46% dizem que irá diminuir, e 45%, ficar como está; entre os mais velhos, com 60 anos ou mais, 49% avaliam que a corrupção diminuirá, e 36%, que ficará no mesmo nível de sempre. Na fatia dos mais pobres, 41% apontam que corrupção será menor, e 46%, que será igual; entre os mais ricos, esses índices ficam em 54% e 42%, respectivamente.

Leia mais »

Governo Temer é reprovado por 61% dos brasileiros

Opinião Pública -

O governo do presidente Michel Temer (PMDB) completa um ano sob a reprovação de 61% dos brasileiros com 16 anos ou mais. O índice atual fica acima do registrado em dezembro de 2016, quando 51% reprovavam a gestão do peemedebista. No mesmo período, a aprovação ao governo Temer oscilou de 10% para 9%, e o índice dos que avaliam a administração do peemedebista como regular caiu de 34% para 28%. Há ainda 3% que preferiram não opinar sobre o desempenho do peemedebista à frente da Presidência.

Leia mais »