Saltar para o conteúdo principal

Serviço de cuidador de idoso tem alta de até 9,2% em um ano

Preços -

Segundo pesquisa Datacasa realizada pelo Datafolha em julho de 2015, o serviço de de Cuidador de Idoso - auxiliar nos cuidados referentes ao bem-estar, saúde, alimentação, higiene pessoal, educação, cultura, recreação e lazer de idosos - teve aumento de 7,6% para empregados que dormem no emprego, e de 9,2% para os que não dormem. O comparativo levou em consideração os valores médios praticados em julho de 2014.

Os valores médios para a função de cuidador de idosos, em julho de 2015, foram de R$ 2.212 para o profissionais que dormem no emprego, e de R$ 1.684 para o que não dormem. No mesmo período do ano passado, eram R$2.056 e R$1.542, respectivamente.

A pesquisa atual detectou variação de 169% entre a maior (R$ 3.500) e a menor remuneração (R$ 1.300) entre os cuidadores que dormem no emprego. Para os que não dormem no emprego, a diferença encontrada foi de 150% entre o maior (R$ 2.500) e o menor valor (R$ 1.000).