Saltar para o conteúdo principal

Na véspera da eleição, Fortunati tem 61% dos votos válidos e venceria no 1º turno

Eleições -

75% dos eleitores do atual prefeito sabem seu número de urna, índice superior ao de Manuela (62%)

O atual prefeito de Porto Alegre, José Fortunati (PDT), deve garantir mais quatro anos à frente da prefeitura já no primeiro turno. Na véspera da votação, ele tem 61% das intenções de votos válidos - para não depender do segundo turno, precisa de 50% dos votos válidos mais um voto no domingo. Sua adversária mais próxima, Manuela D´Ávila (PC do B), tem 23% das indicações válidas de votos. É seguida por Villa (PT), com 10%; Robaina (PSOL), com 3%; Wambert di Lorenzo (PSDB), com 2%; Jocelin Azambuja (PSL), com 1%; e Erico Correa (PSTU), que não atingiu 1%.

Para calcular os votos válidos são excluídos da amostra os votos brancos, os nulos e os eleitores que se declaram indecisos. O procedimento é o mesmo utilizado pela Justiça Eleitoral para divulgar o resultado oficial da eleição. Para vencer no primeiro turno, um candidato precisa de 50% dos votos válidos mais um voto.

Considerando o total de votos, Fortunati tem a preferência de 54% dos eleitores (ante 51% no levantamento anterior), enquanto Manuela fica com 20% (ante 21%). Em seguida aparecem Villa, que oscilou de 8% para 9%; Robaina, com 3%; Wambert, com 2%; Jocelin Azambuja, com 1%; e Erico Correa, que não atingiu 1%. Uma fatia de 7% do eleitorado está indecisa, e 5% pretendem votar em branco, nulo ou em nenhum candidato.

O levantamento ouviu 1748 eleitores de Porto Alegre, com 16 anos ou mais, nos dias 5 e 6 de outubro de 2012. A margem de erro máxima, para o total da amostra, é de dois pontos percentuais, para mais ou para menos.

Desde a última quarta-feira, cresceu de 66% para 72% o índice de eleitores que indicam o número correto de seu candidato. Há 23%, porém, que dizem desconhecer essa informação, e 3% indicam um número incorreto. Entre os eleitores de Fortunati, as menções corretas ao seu número ficam acima da média (75%). O oposto ocorre com Manuela, que tem seu número conhecido por um índice de eleitores abaixo da média (61%).

Na simulação de segundo turno realizada pelo Datafolha entre os dois candidatos mais bem colocados na última pesquisa de intenção de voto, Fortunati venceria Manuela. Se o segundo turno acontecesse neste momento da eleição, o prefeito teria 61% dos votos, ante 28% da adversária. Os demais votariam em branco ou nulo (7%) ou não souberam responder (4%). O mesmo cenário, na última quarta-feira, indicava vantagem menor do atual prefeito sobre a candidata do PC do B (57% a 27%).

A maioria (62%) dos eleitores de Porto Alegre não assistiu, na noite da última quinta-feira, ao debate entre os candidatos a prefeito realizado pela TV Globo. Entre os 37% que assistiram, 13% viram o programa todo, e 24%, em parte. Pelo que viram ou ouviram falar, 23% indicam que Fortunati foi quem se saiu melhor no debate. Outros 9% indicam Manuela, 3%, Robaina, e 2%, Villa. De forma geral, os eleitores indicam seu candidato preferido como aquele que se saiu melhor no debate. Entre os que assistiram ao debate, 44% acham que Fortunati se saiu melhor, e 19% apontam Manuela como vencedora.

Baixe esta pesquisa