Com 69% dos votos válidos, Kalil é favorito para vencer no 1º turno em BH

Eleições -

Pesquisa Datafolha concluída na véspera da eleição mostra Alexandre Kalil (PSD), candidato à reeleição, na liderança da disputa eleitoral para a Prefeitura de Belo Horizonte, com ampla vantagem sobre os demais candidatos. O candidato do PSD liderou toda a disputa eleitoral. Kalil tem 69% dos votos válidos e deve se reeleger ainda no 1º turno (tinha 71% nos dias 09 e 10 de novembro). Para vencer no primeiro turno, um candidato precisa de 50% dos votos válidos mais um voto.

Leia mais »

João Campos (34%) lidera em Recife, e Marilia Arraes (25%) e Mendonça Filho (23%) disputam vaga no 2º turno

Eleições -

Na véspera do segundo turno, o candidato do PSB, João Campos, tem 34% das intenções de votos válidos e é favorito para uma das vagas no 2º turno. Seu adversário deverá sair da disputa entre Marilia Arraes (PT), que tem 25%, e Mendonça Filho (DEM), que tem 23%. Com menor chance neste momento aparece Delegada Patricia (Podemos), com 13% das intenções de votos válidos.

Leia mais »

Paes lidera com 40% dos válidos, e Crivella tem 18% no Rio

Eleições -

Pesquisa Datafolha concluída na véspera da eleição mostra que se a eleição fosse hoje, Eduardo Paes (DEM) iria para o 2º turno, em primeiro lugar, seguido pelo atual prefeito do Rio de Janeiro, Marcelo Crivella (Republicanos). Líder nas pesquisas durante todo o 1º turno, Paes apresenta intenção de voto estável, com 40% dos votos válidos (tinha 41% no início da semana). Já, Crivella tem 18% dos votos válidos (tinha 17%) e disputou quase todo o 1º turno a segunda posição com Delegada Martha Rocha (PDT) e Benedita da Silva (PT).

Leia mais »

Covas lidera com 37% dos válidos e Boulos (17%), França (14%) e Russomanno (13%) disputam 2º lugar

Eleições -

Na véspera do 1º turno da eleição para prefeito da cidade de São Paulo, o atual titular do cargo, Bruno Covas, tem 37% das intenções de votos válidos e deve continuar na disputa por mais um mandato à frente da maior metrópole brasileira. Seu adversário no 2º turno segue indefinido, com três nomes mais fortes à vaga neste momento: Guilherme Boulos (PSOL), com 17% das intenções de votos válidos, Márcio França (PSB), com 14%, e Celso Russomanno (Republicanos), com 13%, sendo que o candidatos do Republicanos está empatado com o representante do PSOL no limite da margem de erro do levantamento.

Leia mais »

Em SP, Boulos (16%), Russomanno (14%) e França (12%) disputam segundo lugar, e Covas lidera (32%)

Eleições -

32% das intenções de voto, ante os 28% registrados na última semana. O resultado dá ao tucano a maior vantagem sobre os principais adversários nesta campanha, e é a primeira vez também que seu oponente mais próximo é Guilherme Boulos (PSOL), que passou de 14% para 16%, e não Celso Russomanno (Republicanos), que chegou a liderar a campanha com 29% e hoje tem 14%. Na margem de erro, Boulos e Russomanno estão tecnicamente empatados, e a eles se junta Marcio França (PSB), que oscilou de 13% para 12% desde a pesquisa anterior.

Leia mais »