Saltar para o conteúdo principal

Aécio Neves (PSDB) mantém a liderança com folga

Eleições -

73% dos eleitores votariam em Aécio hoje

A primeira pesquisa realizada pelo Datafolha após o registro das candidaturas, mostra que o governador de Minas Gerais, Aécio Neves (PSDB), estaria reeleito em primeiro turno caso a eleição fosse hoje. Segundo o levantamento realizado entre os dias 17 e 18 de julho de 2006, onde foram entrevistados 1282 eleitores em 59 municípios do estado, Aécio atinge 73% das intenções de voto. Em comparação ao levantamento de maio, Aécio oscilou um ponto percentual (de 72% para 73%).

Nilmário Miranda do PT oscilou de 7% para 6%, Fábio Magalhães (PRONA) com 2%, Rosane Cordeiro (PCO) e Vanessa Portugal (PSTU) com 1% cada, foram os outros nomes mais citados na pesquisa. O candidato do PTB do B, Luis Tibé não atingiu 1% das menções e 12% do total de entrevistados no estado não se decidiram ainda em qual candidato votar. A taxa dos que anulariam o voto ou votariam em branco é de 5%.

Considerando os votos válidos, excluídos brancos, nulos e indecisos, o governador de Minas Gerais atinge 88% e Nilmário Miranda (PT) não passa dos 7%.

A margem de erro máxima para o total da amostra é de três pontos percentuais para mais ou para menos.

Apesar de manter a liderança absoluta, Aécio Neves perdeu cinco pontos percentuais entre os eleitores da capital (passou de 80% para 75%, em relação à pesquisa realizada em maio) e cinco pontos entre os que têm renda familiar superior a dez salários mínimos (de 75% para 70%). Por outro lado, o pessedebista ganhou oito pontos entre os eleitores mais escolarizados: passou de 63% para 71%.

Mais de um terço (35%) dos eleitores de Minas Gerais, citam espontaneamente o nome de Aécio Neves (PSDB) ao serem indagados em quem votariam caso as eleições fossem hoje, Nilmário Miranda (PT) obtém 2% das menções. Não souberam citar nenhum nome de forma espontânea, 56% dos entrevistados.

O candidato com a maior taxa de rejeição, ou seja, aquele em quem os eleitores não votariam de jeito nenhum, é Nilmário Miranda (PT) com 25% de menções, seguido por Luis Tibé (PT do B) com 22%, e por Fábio Magalhães (PRONA) e Vanessa Portugal (PSTU) com 20% de menções, cada. Aécio é o candidato com a menor taxa de rejeição, apenas 8% não votariam no peessedebista.

*Newton Cardoso (PMDB) lidera a intenção de voto ao senado de MInas Gerais
Eliseu do PFL é o segundo mais citado*

Após a oficialização das candidaturas ao Senado, o candidato Newton Cardoso do PMDB, lidera as intenções de voto com 22%, segundo a primeira pesquisa Datafolha ao Senado. Eliseu do PFL aparece em segundo lugar com 10% das menções, mais atrás aparece o candidato pelo PV, Ronaldo Vasconcelos, com 4%, Maria da Consolação com 3% (PSOL), Josemar (PMN) e Omar Peres (PDT) com 2%, cada. Os candidatos Sargento Ricardo Vieira (PT do B), Marcílio (PRTB), Betão (PCO), Silvio Rodrigues (PCB), Alanderson Gomide (PTN) e Tibé (PRP) obtiveram 1% de menções cada. Os que votariam em branco ou anulariam o voto ao Senado, caso a eleição fosse hoje totalizam 16%, e mais 36% não souberam escolher nenhum dos nomes apresentados.

A maioria (86%) do entrevistados não soube apontar espontaneamente nenhum nome ao Senado. Entre os que citaram algum nome, Newton Cardoso (PMDB) e Eliseu (PFL) empatam com 2% de menções cada.

Entre os eleitores de Aécio Neves 25%, pretendem votar em Newton Cardoso (PMDB) e 11% em Eliseu. Entre os que pretendem votar em Nilmário Miranda, esses índices são 24% e 13% respectivamente.

*Aécio mantém altas taxas de avaliação positiva
21% dão nota dez ao seu governo*

Perto de completar três anos e sete meses de governo, a maioria dos eleitores mineiros (69%) considera que Aécio Neves está realizando governo ótimo ou bom, para 21% está sendo regular, e apenas 7% o consideram ruim ou péssimo. Essas são as mesmas taxas do levantamento de maio deste ano.

Na capital do estado a taxa de aprovação ao desempenho de Aécio Neves chega a 74%. A nota média dada ao seu mandato até o momento é 7,0 em um escala de zero a dez, sendo que 21% atribuem a nota máxima.

O prefeito Fernando Pimentel do PT que está para completar quatro anos e nove meses de governo, também mantém altas as taxas de aprovação à sua administração, 62% a consideram ótima ou boa, para 26% seu desempenho é regular e 9% o reprovam.

Em comparação com o levantamento de maio, a avaliação positiva de Pimentel oscilou de 64% para 62%. Enquanto a taxa dos que consideram seu desempenho regular passou de 22% para 26%.

A nota média atribuída a Pimentel é 7,0 em uma escala de zero a dez, sendo que 13% atribuem nota dez ao prefeito.

Baixe esta pesquisa