Saltar para o conteúdo principal

Humberto Costa (PT) lidera disputa

Eleições -

Mendonça (DEM) aparece em segundo com 22%

Humberto Costa (PT) lidera a disputa pela prefeitura de Recife com 35% das intenções de voto. É o que revela a primeira pesquisa Datafolha realizada na capital pernambucana em 2012 após o registro das candidaturas no Tribunal Regional Eleitoral.

O senador petista está 13 pontos percentuais à frente do candidato Mendonça (DEM) que aparece em segundo lugar com 22% das menções.

A seguir aparecem Daniel Coelho (PSDB) com 8%, Geraldo Júlio (PSB) com 7% e Esteves Jacinto (PRTB) com 2%. Edna Costa (PPL), Jair Pedro (PSTU) e Roberto Numeriano (PCB) têm 1% cada. Declaram que pretendem votar em branco ou nulo 13% dos eleitores e 10% estão indecisos.

Foram ouvidos 828 eleitores de Recife, com 16 anos ou mais, nos dias 19 e 20 de julho de 2012. A margem de erro máxima, para o total da amostra, é de três pontos percentuais, para mais ou para menos.

Na intenção de voto espontânea quando não são apresentados os nomes dos candidatos aos entrevistados, o senador petista alcança 11% de citações, Mendonça, 6%. A maioria (55%) não soube opinar. Neste caso, 12% dos eleitores da capital pernambucana afirmam que votarão em branco ou anularão o voto. Geraldo Júlio é citado por 4%, o atual prefeito João da Costa, que não pode concorrer à eleição, é citado por 3%, mesmo índice de João Paulo. Daniel Coelho é mencionado por 1%, mesmo índice notado por "candidato do PT".

Mendonça e Humberto são os mais rejeitados

Os dois principais candidatos são também os mais rejeitados pelos eleitores, 26% não votariam de jeito nenhum em Mendonça (DEM) e 24% rejeitam Humberto Costa. Edna Costa (PPL) e Jair Pedro (PSTU) são rejeitados por 18% e 17%, respectivamente. A seguir aparecem Geraldo Júlio (16%), Daniel Coelho (15%), Roberto Numeriano (15%) e Esteves Jacinto (14%). Não rejeitam nenhum candidato e rejeitam todos os candidatos possuem o mesmo índice: 8%. Dos eleitores recifenses, 13% não souberam opinar sobre rejeição.

Humberto Costa e Mendonça também são os candidatos mais conhecidos: Humberto Costa é conhecido por 97% dos eleitores, sendo que 54% o conhecem muito bem, 27% o conhecem pouco e 16% só o conhecem de ouvir falar. Mendonça também é conhecido por 97% dos eleitores, sendo que 49% o conhecem muito bem, 30% um pouco e 17% só de ouvir falar. Dois terços dos eleitores de Recife (69%) conhecem o candidato tucano Daniel Coelho (36% só o conhecem de ouvir falar, 21% o conhecem um pouco e somente 12% o conhecem muito bem).

Edna Costa, do PPL é conhecida por 43% do eleitorado (28% só de ouvir falar, 11% um pouco e 4% a conhecem muito bem), Roberto Numeriano, do PCB, é conhecido por 28% (17% só de ouvir falar), Esteves Jacinto (PRTB) é conhecido por 29% (18% só de ouvir falar), Geraldo Júlio (PSB) por sua vez é conhecido por 34% (23% só de ouvir falar). Jair Pedro (PSTU) é conhecido por 19%, sendo que 12% só de ouvir falar.

Para 80% dos eleitores de Recife, as eleições para prefeito são muito importantes para a cidade

Perguntados sobre o grau de interesse nas eleições para prefeito, 32% dos eleitores da capital pernambucana afirmam que possuem grande interesse pela eleição, 28% têm um interesse médio, mesmo índice dos que afirmam que não têm interesse algum pelas eleições para prefeito e 12% têm um pequeno interesse pela disputa a prefeitura de Recife. Em relação à disputa para a Câmara Municipal, 24% têm grande interesse, 27%, médio interesse e 15%, pequeno interesse.

Sobre a importância da eleição, 80% dos eleitores de Recife afirmam que as eleições municipais são muito importantes para a cidade, para 12% o pleito é um pouco importante e para 7%, nada importante.

Em relação à vida pessoal, metade (54%) dos eleitores da capital pernambucana afirmam que a eleição municipal é de grande importância, 21% consideram um pouco importante e 24% afirmam que a eleição municipal é nada importante para a sua vida pessoal.

Avaliação do prefeito de Recife

37% reprovam o desempenho de João da Costa

Completando três anos e seis meses como prefeito de Recife, o desempenho de João da Costa é considerado ótimo ou bom por 24% dos eleitores da cidade, mesmo índice de aprovação observado na última medição do Datafolha, em novembro de 2010.

A parcela dos que o avaliam como ruim ou péssimo passou de 39% no final do ano passado para 37% agora. Já, 37% avaliam como regular sua gestão frente à prefeitura (34% na ocasião anterior).

A aprovação a João da Costa destaca-se entre os mais jovens (29%), índice similar ao verificado entre os simpatizantes do PT (30%) e entre os que afirmam votar em Humberto Costa nas próximas eleições (28%). Por outro lado, 46% dos eleitores que ganham entre 5 e 10 salários mínimos desaprovam a gestão de João da Costa.

Em uma escala de zero a dez, em que João da Costa tem nota média de 5,0 atribuída pelos eleitores de Recife, sendo que 19% dão nota zero ao prefeito e 9% nota 10.

Para 26%, saúde deve ser prioridade do próximo prefeito

Perguntados sobre qual seria o maior problema da cidade hoje, 18% dos eleitores da capital pernambucana citaram espontaneamente saúde. Pavimentação de ruas e calçamento são citados como maiores problemas da cidade por 16%, seguido por saneamento básico (14%).Para 11% deles, segurança é o maior problema de Recife, e trânsito é citado como maior problema por 7%, mesmo índice notado por aqueles que acreditam ser a limpeza da cidade o seu maior problema. Transporte coletivo e educação obtêm 4%, cada.

Para 26% dos eleitores recifenses, a prioridade do próximo prefeito deve ser a área da saúde. Pavimentação de ruas, educação e saneamento básico são citados por 10%, cada. A seguir aparecem trânsito (6%), limpeza e coleta de lixo (5%) e moradia (4%).

Baixe esta pesquisa