Saltar para o conteúdo principal

Dilma (52%) e Aécio (48%) chegam empatados ao dia da eleição

Eleições -

Com 52% das intenções de votos válidos, a presidente Dilma Rousseff (PT) chega à véspera da votação empatada tecnicamente com seu adversário, Aécio Neves (PSDB), que tem 48%. O resultado indica um empate no limite da margem de erro, e a diminuição da vantagem de Dilma sobre Aécio de 6 para 4 pontos na comparação com pesquisa realizada no meio da semana, entre os dias 22 e 23 de outubro. É maior a probabilidade de Dilma estar à frente. A pesquisa reflete a opinião dos brasileiros entre ontem e hoje, e 5% dos eleitores permanecem indecisos.

Quando é contabilizado o total de votos, Dilma tem 47%, e Aécio, 43%. Há ainda 5% que votariam em branco ou nulo. No último levantamento, a petista tinha 48%, ante 42% do tucano. Entre os eleitores que declaram ter votado em Marina no 1º turno, 61% indicam agora votar em Aécio, e 25%, em Dilma. Uma fatia de 7% dos eleitores da ex-senadora do Acre ainda não decidiu o voto, e 7% irão votar em branco ou nulo.

Nesse levantamento, realizado em 24 e 25 de outubro, o Datafolha entrevistou 19.318 eleitores em 400 cidades em todas as regiões do Brasil. A margem de erro máxima é de 2 pontos percentuais, para mais ou para menos, para o total da amostra.

Entre os eleitores que declaram intenção de votar, 89% sabem o número de seu candidato a presidente. Entre os eleitores de Dilma, 93% sabem seu número, índice similar ao registrado entre os que pretendem votar em Aécio (94%). Há ainda 5% que não sabem o número de seu candidato, 5% que citam um número incorreto, e 1% que pretendem votar nulo mas não sabem qual número irão digitar na urna eletrônica.

A candidatura de Aécio chega à véspera da eleição rejeitada por 41% do eleitorado, enquanto Dilma registra taxa de rejeição de 38%. Uma parcela de 46% do eleitorado votaria com certeza em Dilma, 14% poderiam votar, e 1% não tem opinião sobre sua candidatura. Em Aécio, 41% votariam com certeza, 16% talvez votassem, e 2% não souberam opinar.

Sete em cada dez brasileiros (72%) irão votar amanhã com o desejo de que as ações do próximo presidente sejam, de modo geral, diferentes das ações da presidente Dilma Rousseff. Uma fatia de 25% deseja ações iguais, e 3% não opinaram. Na comparação com levantamento realizado no final de setembro, oscilou negativamente a taxa dos que desejam mudança (era de 74%).

Para 45% dos eleitores, é a atual presidente quem está mais preparada para realizar mudanças no Brasil. Uma fatia de 43% considera Aécio o mais preparado, 7% acreditam que nenhum deles está preparado, e 6% opinaram sobre o assunto.

36% creem que Aécio se saiu melhor no debate da tv globo; Dilma é citada por 27%

O último debate entre os candidatos a presidente, exibido ontem à noite na TV Globo, foi visto por 60% dos eleitores brasileiros, sendo que 31% assistiram ao programa na íntegra, e 31% viram partes do debate. Entre os eleitores de Aécio, 66% viram o debate, e entre os que votam em Dilma, 58%. Na fatia de indecisos, 49% assistiram ao programa na íntegra (16%) ou em parte (33%).

Uma fatia de 36% do eleitorado avalia que Aécio se saiu melhor no debate. Para 27%, Dilma foi quem se saiu melhor, 6% acreditam que ambos se saíram bem, e para 4% nenhum deles se destacou. Uma fatia significativa, de 27% dos eleitores que assistiram ao programa, não souberam indicar quem teve melhor desempenho.

Entre os eleitores de Dilma, 51% avaliam que ela se saiu melhor no debate, 9% acreditam que foi Aécio, e 30% não souberam responder. Na parcela do eleitorado que declara voto no tucano, 69% avaliam que ele se saiu melhor no debate, 21% não souberam opinar, e apenas 2% indicaram Dilma. Entre os indecisos, 25% consideraram que Aécio teve melhor desempenho no programa, e 7% avaliaram que foi Dilma.

BAIXE OS DADOS DESTA PESQUISA