Saltar para o conteúdo principal

Crivella é candidato que mais promete o que não pode cumprir

Eleições -

O Datafolha apresentou dez aspectos e pediu para os entrevistados informarem qual dos candidatos da lista de nomes mais se destaca, e de maneira geral, Eduardo Paes (DEM) é o mais citado na maioria dos aspectos.

Nesse levantamento, nos dias 03 e 04 de novembro de 2020, foram realizadas 1.064 entrevistas presenciais, com eleitores da cidade do Rio de Janeiro de 16 anos ou mais, de todas as regiões da cidade. A margem de erro da pesquisa é de 3 pontos percentuais para mais ou para menos considerando um nível de confiança de 95%.

Quando questionados qual dos candidatos a prefeito do Rio de Janeiro é o mais realizador, Paes é o mais citado, com 47% das menções. Ele é seguido por Marcelo Crivella (Republicanos), com 13%, Benedita da Silva (PT), com 5%, Delegada Martha Rocha (PDT), com 5%, Bandeira de Mello (Rede), com 2%, Luiz Lima (PSL), com 2%, Renata Souza (PSOL), com 1%, e Cyro Garcia (PSTU), com 1%. Para 16%, nenhum candidato se destaca como o mais realizador e 6% não opinaram.

Paes é líder quando a pergunta é qual dos candidatos é o mais preparado em geral para ser prefeito, com 41% das menções. Com índices mais baixos estão: Crivella (15%), Rocha (10%), Silva (7%), Lima (3%), Mello (2%) e Souza (2%), entre outros menos citados. Para 15%, nenhum candidato é o mais preparado e 3% não opinaram.

Paes também é o mais citado quando a pergunta é qual dos candidatos é o melhor para cuidar da área de transporte, com 38% das menções. A seguir estão: Crivella (12%), Rocha (8%), Silva (6%), Lima (3%), Mello (2%) e Souza (2%), entre outros menos citados. Para 18%, nenhum candidato se destaca e 7% não opinaram.

O mesmo ocorre para qual é o candidato mais preparado para cuidar da área da educação, da área da saúde, o que mais defenderá, se eleito, os ricos, e o mais preparado para combater a pandemia de coronavírus.

Para 34%, Paes é o candidato mais preparado para cuidar da educação e com índices mais baixos aparecem: Crivella (12%), Silva (9%), Rocha (8%), Lima (3%), Souza (3%), Messina (2%) e Mello (2%), entre outros menos citados. Uma fração de 17% declarou que nenhum candidato se destaca e 6% não opinaram. Para cuidar da área da saúde, 34% avaliam que Paes é o melhor e num patamar mais baixo estão: Crivella (14%), Silva (8%), Rocha (7%), Lima (2%), Souza (2%) e Mello (2%), entre outros menos citados. Um quinto (20%) declarou que nenhum candidato se destaca e 7% não opinaram.

Quando a pergunta é qual candidato se eleito mais defenderá os ricos, Paes é o mais citado, com 32% das menções. A seguir estão: Crivella (23%), Garotinho (4%), Rocha (4%), Silva (2%), Mello (2%), Lima (2%) e Garcia (2%), entre outros menos citados. Para 8%, todos os candidatos defenderão os ricos, para 5%, nenhum, e 13% não opinaram. Quando a pergunta é qual candidato é o mais preparado para combater a pandemia do coronavírus, Paes lidera com 26%, seguido por Crivella (15%), Rocha (7%), Silva (6%), Lima (3%), Souza (2%) e Mello (2%), entre outros menos citados. Para um quarto (25%) nenhum candidato se destaca e 10% não opinaram.

Já, nos quesitos candidato que mais defenderá os pobres, Paes divide a liderança. Para 22%, Paes é o que mais defenderá os pobres, se for eleito e para 19%, será Benedita. A seguir aparecem: Crivella (13%), Rocha (7%), Lima (3%), Souza (3%) e Mello (2%), entre outros menos citados. Para 21%, nenhum dos candidatos defenderá os pobres e 6% não opinaram.

Quanto à honestidade, 16% avaliam que Paes é o candidato mais honesto e 14%, Crivella. A seguir aparecem: Martha Rocha (9%), Benedita da Silva (6%), Luiz Lima (4%), Renata Souza (4%) e Bandeira de Mello (3%), entre outros menos citados. Para 35%, nenhum dos candidatos se destaca e 6% não opinaram.

Por fim, no quesito o que mais faz promessas que não pode cumprir, Crivella é o mais citado, com 44% das menções. Com índices mais baixos estão: Paes (19%), Silva (9%), Garotinho (3%) e Rocha (2%), entre outros menos citados. Para 13%, todos os candidatos fazem promessas que não podem cumprir, para 2%, nenhum, e 4% não opinaram.

Baixa a pesquisa completa