Saltar para o conteúdo principal

Avaliação do governo Lula continua estável; avaliação pessoal cai

Opinião Pública -

A avaliação que os brasileiros fazem do governo do presidente Luís Inácio Lula da Silva permanece estável: 38% consideram seu desempenho ótimo ou bom, percentual idêntico acha que ele vem fazendo um governo regular e 23% definem sua atuação como ruim ou péssima. Na pesquisa anterior, realizada nos dias 20 e 21 de fevereiro, o presidente era considerado ótimo ou bom por 37%, regular por 39% e ruim ou péssimo por 22%.

Por outro lado, a aprovação ao desempenho pessoal do presidente caiu nove pontos em relação ao levantamento de fevereiro: a taxa dos que consideram o desempenho pessoal do presidente ótimo ou bom caiu de 53% para 44%, enquanto a dos que o consideram regular passou de 31% para 35% e a dos que o definem como ruim ou péssimo subiu de 12% para 17%.

A pesquisa de fevereiro mostrava uma recuperação em relação a outubro do ano passado, quando o desempenho pessoal de Lula era considerado ótimo ou bom por 40%, regular por 37% e ruim ou péssimo por 20% dos brasileiros.

Ao completar três anos e dois meses, a avaliação do governo Lula é quase idêntica à obtida pela administração Fernando Henrique Cardoso, após mesmo tempo de mandato.. Pesquisa realizada nos dias 10 e 11 de março de 1998 mostrava que Fernando Henrique era considerado ótimo ou bom por 38% dos brasileiros, regular por 39% e ruim ou péssimo por 21%.

As maiores variações em relação à aprovação (soma das taxas de ótimo ou bom) do presidente foram verificadas entre os brasileiros com nível superior de escolaridade (recuou de 40% para 31%), entre os que têm renda familiar mensal entre cinco e dez salários mínimos (de 38% para 32%) e aqueles com idade entre 45 e 59 anos (de 43% para 36%).

Lula continua sendo pior avaliado pelos moradores do Sul do país: nessa região, a taxa dos que consideram seu governo ruim ou péssimo passou de 31% para 35%, enquanto a dos que o consideram ótimo ou bom foi de 30% para 25%.

A nota média atribuída ao presidente, em uma escala de zero a dez, é 6, a mesma registrada na pesquisa anterior.

Baixe esta pesquisa