Saltar para o conteúdo principal

Lula mantém aprovação de metade dos brasileiros há mais de um ano

Opinião Pública -

Passados quatro anos e 11 meses de governo, o desempenho do presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) é considerado ótimo ou bom por 50% dos brasileiros; para 35% ele vem sendo regular e para 14% o presidente tem um desempenho ruim ou péssimo. É o que mostra pesquisa realizada pelo Datafolha entre os dias 26 e 29 de novembro, em 390 municípios do país. Forma ouvidos 11741 brasileiros a partir dos 16 anos de idade, e a margem de erro máxima, para os resultados que se referem ao total de entrevistados, é de dois pontos percentuais, para mais ou para menos.

A aprovação a Lula tem superado os 40% desde agosto de 2006. Ele atingiu o pico no final de outubro, às vésperas do segundo turno da eleição presidencial, quando 53% consideravam seu governo ótimo ou bom. Era o recorde positivo desde que o Datafolha começou a fazer pesquisas nacionais de avaliação do governo Federal, em 1990,. Em dezembro, essa taxa oscilou para 52%. As duas primeiras pesquisas realizadas em 2007, em março e em agosto (esta, após o acidente com avião da TAM que matou 199 pessoas em Congonhas), mostraram recuo na taxa de aprovação, que foi de 48% nas duas ocasiões. A atual taxa de avaliação positiva representa uma oscilação de dois pontos percentuais para cima em relação ao último levantamento.

A aprovação ao desempenho de Lula aumentou sete pontos percentuais entre os brasileiros que fazem parte de famílias com renda acima de dez salários mínimos: nesse segmento, a taxa dos que classificam o governo do petista como ótimo ou bom passou de 32% em agosto para 39% hoje, marca idêntica à registrada em março.

Entre os que têm escolaridade superior a reprovação a Lula caiu nove pontos percentuais, passando de 29% para 20%, refletindo variações positivas nas taxas dos que consideram o governo do presidente regular (de 34% para 40%) ou ótimo ou bom (de 36% para 40%).

No Sudeste, o percentual de aprovação ao presidente subiu de 42% para 46% e, nas regiões Norte e Centro-Oeste, passou de 51% para 54%. Os moradores do Nordeste continuam sendo os que mais aprovam o presidente: nessa região, o governo Lula é considerado ótimo ou bom por 60%. Os moradores do Sul, por outro lado, seguem sendo os mais críticos, dando a Lula 41% de aprovação e 20% de reprovação.

Entre os que moram em capitais e em outras cidades de regiões metropolitanas a aprovação a Lula passou de 41% para 45%. Entre os que moram no interior, a taxa dos que aprovam Lula oscilou de 53% para 54%.

O percentual dos que consideram o desempenho de Lula ótimo ou bom chega a 65% entre os moradores de Pernambuco (15 pontos acima da média nacional) e a 60% entre os que moram no Ceará (10 pontos acima da média). Nas capitais desses Estados, a aprovação ao presidente também fica acima da média, mas de maneira menos significativa: ela é de 57% no Recife e de 54% em Fortaleza.

Entre os brasileiros que moram na Bahia o percentual de aprovação ao presidente fica ligeiramente acima da média, sendo de 54%. Na capital, Salvador, porém, a taxa de aprovação, de 43%, fica sete pontos abaixo da média, e empata com a dos que consideram o desempenho de Lula regular, que é de 44% (nove pontos acima da média).

Algo semelhante ocorre em Minas Gerais. No Estado, Lula obtém 53% de aprovação. Na capital, Belo Horizonte, 42% aprovam (oito pontos abaixo da média) e 44% consideram Lula regular (nove pontos acima da média).

A reprovação a Lula chega a 23% no Rio Grande do Sul, taxa nove pontos acima da média nacional. Em Porto Alegre Lula obtém sua pior avaliação, sendo reprovado por 30%, taxa 16 pontos superior à média registrada nacionalmente. Na capital gaúcha o presidente é aprovado por 26% (24 pontos abaixo da média) e considerado regular por 43% (oito pontos acima da média).

O presidente também obtém reprovação acima da média em São Paulo (20% no Estado e 24% na Capital), no Rio de Janeiro (18% no Estado, 23% na Capital) e em Santa Catarina (21% no Estado, 25% na Capital). No Paraná, Lula é aprovado por 47%, considerado regular por 36% e reprovado por 17%, percentuais mais próximos dos que obtém nacionalmente. Em Curitiba, a reprovação ao presidente chega a 19%; 47% o aprovam e 34% acham que ele vem fazendo um governo regular.

Entre os que moram no Distrito Federal, 47% acham que Lula está fazendo um governo ótimo ou bom. Para 38% ele está fazendo um governo regular e 15% classificam seu desempenho como ruim ou péssimo.
A nota média atribuída ao presidente pelos brasileiros, em uma escala de zero a dez, é 6,7, idêntica à que ele obtinha em agosto.

Baixe esta pesquisa