Saltar para o conteúdo principal

68% dos brasileiros que tomaram conhecimento da crise venezuelana defendem chegada de refugiados

Opinião Pública -

A maioria dos brasileiros adultos (65%) tomou conhecimento sobre a situação política na Venezuela, desses, 19% declararam estar bem informados sobre o tema, 40% mais ou menos informados e 6% mal informados. Um terço (35%) não tem conhecimento sobre a situação do país.

A taxa de conhecimento sobre a situação política da Venezuela é mais alta entre os mais instruídos (89%), entre os mais ricos (89%) e entre os moradores da região Sul (76%, ante 62% entre os moradores das regiões Norte e Centro-Oeste).

Nesse levantamento, entre os dias 02 e 03 de abril de 2019, foram realizadas 2.086 entrevistas presenciais em 130 municípios de todas as regiões do país. A margem de erro máxima no total da amostra é de 2 pontos percentuais, para mais ou para menos.

Da parcela que tomou conhecimento da situação política na Venezuela, 54% são contrários a eventual participação militar brasileira na Venezuela na tentativa de substituir o governo de Nicolas Maduro (entre os mais velhos o índice sobe para 62%) e 43% são favoráveis a participação (entre os mais jovens o índice sobe para 53%). Não opinaram são 3%.

Dois em cada três (68%) dos que tomaram conhecimento da situação política na Venezuela são favoráveis que o Brasil receba refugiados venezuelanos, 27% são contrários, 2% são indiferentes e 2% não opinaram.

O índice de favoráveis a que o Brasil receba refugiados é mais alto entre os mais jovens (77%) e entre os mais instruídos (79%). Por outro lado, entre os mais velhos (36%) e entre os menos instruídos (37%) são observados os índices mais altos de rejeição a vinda de refugiados venezuelanos ao país. Não são observadas diferenças significativas nos índices entre os moradores das regiões Norte e Centro-Oeste.

Baixa a pesquisa completa