Saltar para o conteúdo principal

Maioria apoia internação involuntária de dependentes químicos

Opinião Pública -

Oito em cada dez (83%) brasileiros adultos são favoráveis a internação compulsória do dependente de drogas. O índice é majoritário em todos os segmentos e é próximo entre os que têm e não têm parentes usuários de drogas, respectivamente, 81% e 84%. Entre os mais jovens esse índice cai para 74%. Uma parcela de 15% declarou ser contra a internação compulsória do dependente de drogas e 2% não opinaram.

Nesse levantamento, entre os dias 04 e 05 de julho de 2019, foram realizadas 2.086 entrevistas presenciais em 130 municípios de todas as regiões do país. A margem de erro máxima no total da amostra é de 2 pontos percentuais, para mais ou para menos.

Em outra situação, se a família poderia tomar a decisão pela internação compulsória do dependente de drogas quando este não tiver condições de tomar decisões por si próprio, o índice de favoráveis pela internação compulsória é ainda mais alto: 94%. Nessa situação, 5% são contra a internação compulsória do dependente e 1% não opinou. Entre os que têm parentes envolvidos com o uso de drogas o índice é de 94% - mesmo índice entre os que não têm parentes envolvidos com o uso de drogas.

Na situação do dependente de drogas não ter condições de decidir por si mesmo e sua família não for localizada, 89% defendem a internação compulsória, 9% são contrários e 2% não opinaram.

Baixa a pesquisa completa