Saltar para o conteúdo principal

Para 41%, corrupção irá diminuir no Brasil após a Lava Jato

Opinião Pública -

A Operação Lava Jato tem o apoio da maioria dos brasileiros para continuar o seu trabalho, porém continua dividindo os brasileiros sobre seus efeitos na corrupção no país daqui para frente.

Para 41% da população adulta do país, depois da Lava Jato a corrupção no Brasil irá diminuir, e 47% acreditam que o problema continuará na mesma proporção de sempre. Há ainda 10% que avaliam que o legado da operação será o aumento da corrupção, e 2% não têm opinião sobre o tema.

Na comparação com pesquisa realizada em abril deste ano, o índice dos que acreditam que a corrupção irá diminuir no pós-Lava Jato subiu de 37% para 41%, após recuo de sete pontos entre setembro de 2018 e abril deste ano. Essa recuperação parcial se deu em detrimento do percentual de brasileiros que acreditam que a operação não terá efeito sobre a corrupção, que passou e 51% para 47% entre abril e dezembro de 2019.

Os homens estão mais confiantes do que as mulheres nos efeitos da Lava Jato para o país: 50% deles acreditam que a corrupção irá diminuir após a operação, índice que cai para 33% na fatia feminina da população. Escolaridade e renda também marcam diferenças na opinião sobre a Lava Jato: entre quem estudou até o ensino fundamental, 35% avaliam que ela fará a corrupção diminuir no país, resultado abaixo do registrado entre quem estudou até o ensino médio (43%) ou superior (47%). Entre os brasileiros mais pobres, com renda familiar mensal de até 2 salários, 34% acreditam que após a operação o nível de corrupção no Brasil será menor. Esse índice sobe para 46% na faixa seguinte, de renda entre 2 e 5 salários, e alcança 54% nas faixas de renda mais alta, com ganhos acima de 5 salários.

No universo de 30% de brasileiros que aprovam o governo Jair Bolsonaro, 72% avaliam que após a Lava Jato a corrupção no Brasil irá diminuir. Entre os 32% que consideram regular a gestão do atual presidente, 40% acreditam que a corrupção irá diminuir após a operação. Na parcela de 36% que reprova o governo Bolsonaro, apenas 17% veem queda no nível de corrupção como resultado da Lava Jato.

A avaliação de acordo com o espectro político dos entrevistados mostra que entre os brasileiros que se posicionam na direita, 58% acham que a corrupção irá diminuir no pós-Lava Jato. Entre quem se coloca na centro-direita, o índice é similar (56%). No grupo que se considera de centro, 39% creem que o legado da operação será menos corrupção no Brasil. Na centro-esquerda, a taxa cai para 33%, e entre quem se posiciona na esquerda, fica em 18%.

Oito em cada dez brasileiros (81%) acreditam que a Operação Lava Jato ainda não cumpriu seu objetivo e deve continuar, enquanto para 15% a operação já cumpriu seu objetivo e deveria acabar, além de 4% que não opinaram. Na parcela que se posiciona na esquerda do espectro político, 24% defendem o fim da Lava Jato, ante 17% na centro-esquerda, 12% no centro, 11% na centro-direita e 16% na direita.

Baixa a pesquisa completa