Saltar para o conteúdo principal

48% defendem renúncia de Bolsonaro, e 50% são contra

Opinião Pública -

A possibilidade de abertura de um processo de impeachment de Bolsonaro pelo Congresso Nacional tem o apoio de 46%, índice similar ao registrado no final de abril (45%). Uma parcela de 50%, porém, é contrária à abertura de um processo para afastar o presidente - em abril eram 48%. Os demais 4% não opinaram a respeito, índice inferior ao da última pesquisa (7%).

O apoio à renúncia do presidente tem, atualmente, o apoio de 48% dos brasileiros, no mesmo patamar registrado no final de abril (46%). Nesse período, o índice dos que consideram que ele não deveria renunciar ficou estável, em 50%. Há ainda 3% que não opinaram (em abril, 4%).

Também informados de que durante a campanha eleitoral o presidente Jair Bolsonaro prometeu que não ofereceria cargos e verbas em troca de apoio, os entrevistados foram consultados se ele estaria cumprindo essa promessa. Para dois em cada três (66%), ele está cumprindo o que prometeu, e 28% acham que ele não está cumprindo. Há ainda 7% que não responderam.

Na parcela que aprova o governo Bolsonaro, 64% acreditam que ele está cumprindo a promessa de não trocar cargos e vergas por apoio, e para 26% ele não vem cu cumprindo o prometido. Entre quem considera o governo regular, 25% veem a promessa sendo cumprida, e para 64% ele descumpre o que disse em campanha. No grupo que reprova a gestão Bolsonaro, 92% avaliam que ele está trocando cargos e verbas por apoio, e 5% acham que ele não vem fazendo esse tipo de troca.

Questionados se Bolsonaro age bem ou age mal ao negociar cargos e verbas com deputados e senadores, 21% avaliam que ele age bem, e para 66% ele age mal. Os demais dizem espontaneamente que não há essa negociação (2%) ou preferiram não opinar (12%).

Baixa a pesquisa completa