Saltar para o conteúdo principal

Maioria vê Bolsonaro como pouco inteligente e autoritário

Opinião Pública -

O Datafolha também consultou os brasileiros sobre a imagem pessoal de Jair Bolsonaro em relação a alguns tópicos, e a comparação com resultados do primeiro de trimestre de 2019, no início de seu governo, mostra uma piora na visão que os brasileiros têm sobre seu presidente.

Para 54% dos brasileiros, atualmente, o presidente é visto como pouco inteligente, e 40% o consideram muito inteligente. No início de seu mandato, segundo pesquisa realizada nas ruas do país, a maioria (58%) via Bolsonaro como muito inteligente, e para 39% ele era pouco inteligente. No mesmo período, caiu de 52% para 38% o índice dos que o consideram preparado, e subiu de 44% para 58% a taxa dos que o veem como despreparado.

Esse período de governo também mudou a avaliação de que Bolsonaro era decidido, antes defendida pela maioria (56%), agora 46% têm essa opinião. Em 2019, a maioria (57%) já considerava o presidente Bolsonaro autoritário, percepção que aumentou e agora abrange 64%. Sobre sua sinceridade, passou de 59% para 48% o índice dos que o consideram sincero, e a fatia dos que o veem como falso subiu de 35% para 46% nesse período. Na avaliação se o presidente respeita mais os mais ricos ou os mais pobres em seu governo, a maioria continua do lado que o vê como defensor dos mais ricos (58%, ante 57% na pesquisa anterior).

Uma parcela de 52% avalia que Bolsonaro é incompetente, e 44% o consideram incompetente. Na avaliação sobre a honestidade do presidente, porém, há 48% que o veem como honesto, e 40% que o apontam como desonesto, com 12% sem opinião a respeito. Essas duas últimas características não haviam sido medidas anteriormente.

De forma geral, a parcela que aprova o presidente tem uma percepção amplamente positiva sobre ele (92% o consideram competente, 93% o veem como honesto, para 85% ele é preparado e 65% o consideram democrático, por exemplo), e aqueles que reprovam sua gestão atribuem a ele características negativas (para 92% ele é incompetente, para 84%, falso, para 93%, despreparado, e para 89%, autoritário). No segmento que nem o aprova nem o reprova, avaliando seu governo como regular, as opiniões sobre sua se dividem entre posicionamentos críticos e favoráveis. Nesse grupo, por exemplo, 55% o veem como indeciso, e 43%, como decidido. Para 54%, ele é pouco inteligente, e 37% o veem como muito inteligente. A maioria, porém, o enxerga como honesto (55%) e sincero (57%), em detrimento dos que o consideram desonesto (25%) e falso (30%).

Baixa a pesquisa completa