Saltar para o conteúdo principal

Rollemberg tem 57% dos válidos e lidera no DF; Frejat tem 43%

Eleições -

Faltando três dias para o 2º turno, pesquisa Datafolha realizada com eleitores do Distrito Federal mostra Rollemberg (PSB) na liderança da corrida ao governo. Rollemberg oscilou de 46%, na semana passada, para 47% das preferências, enquanto Jofran Frejat (PR), de 35% para 36%. A taxa de brancos ou nulos chega a 10% (mesma taxa anterior) e a de indecisos, a 7% (era 9%).

Considerando apenas os votos válidos, Rollemberg tem 57% e Frejat (PR), 43% - respectivamente, os mesmos índices da semana passada. Para calcular esses votos, são excluídos da amostra os votos brancos, os nulos e os eleitores que se declaram indecisos. O procedimento é o mesmo utilizado pela Justiça Eleitoral para divulgar o resultado oficial da eleição. Considerando os votos válidos, se a eleição fosse hoje o candidato do PSB seria eleito governador do Distrito Federal.

No primeiro turno da eleição, Rollemberg superou Frejat por uma diferença de 17 pontos: 45,23% a 27,97%.

Nesse levantamento realizado nos dias 22 e 23 de outubro de 2014, o Datafolha entrevistou 1.212 eleitores no Distrito Federal. A margem de erro máxima é de 3 pontos percentuais, para mais ou para menos, para o total da amostra.

Rollemberg consegue atrair mais eleitores de Agnelo (PT) - o terceiro colocado no 1º turno - do que Frejat. Entre os que declararam ter votado no petista, 47% pretendem votar em Rollemberg e 21% em Frejat.

Na análise por variáveis socioeconômicas, no total de votos, o candidato do PSB apresenta taxas de intenção de voto mais altas entre os mais ricos (54%) e entre os mais instruídos (57%). Já Frejat, entre os menos instruídos (54%) e entre os mais pobres (46%).

Com a proximidade do 2º turno, caíram as taxas de desconhecimento do número dos candidatos. Dos eleitores brasilienses que pretendem votar em algum candidato ou anular, 79% informaram o número do candidato corretamente (era 72%), 3% incorretamente (era 5%), 12% não souberam informar o número (era 19%) e 5% não sabem o número para anular o voto.

Entre os eleitores de Rollemberg 81% informaram corretamente o número (era 72%), 4% incorretamente (era 6%) e 15% não souberam informar (era 22%). Entre os eleitores de Frejat, as taxas são respectivamente, 87% (era 79%), 3% (mesma taxa anterior) e 10% (era 17%).

Frejat segue como o candidato mais rejeitado, 44% não votariam de jeito nenhum no candidato (era 41%), 35% votariam com certeza (era 34%), 20% talvez votassem (22%) e 2% não souberam responder (era 4%). Já, 32% não votariam de jeito nenhum em Rollemberg (era 29%), 44% votariam com certeza (era 41%), 22% talvez (era 26%) e 2% não souberam responder (era 4%).

BAIXE OS DADOS DESTA PESQUISA