Saltar para o conteúdo principal

Com 61% dos válidos, Witzel abre vantagem sobre Paes (39%)

Eleições -

Primeiro colocado no 1º turno, Wilson Witzel (PSC) tem 61% das intenções de votos válidos neste momento do 2º turno da eleição, resultado que lhe dá ampla vantagem sobre Eduardo Paes (DEM), que tem 39% dos válidos. No 1º turno, o candidato do PSC obteve 41% dos votos válidos, contra 20% do ex-prefeito do Rio de Janeiro.

No total de votos, que inclui brancos, nulos e indecisos, Witzel tem 50%, ante 33% do adversário. Pretendem votar em branco ou anular 11%, e 6% estão indecisos. No 1º turno, 20% votaram em branco ou anularam o voto.

O ex-juiz tem vantagem mais ampla sobre Paes entre os homens (59% a 27%) do que entre as mulheres (43% a 37%). Na fatia do eleitorado com menor grau de escolaridade, o ex-prefeito carioca tem 42%, ante 39% do adversário. Entre quem estudou até o ensino médio, a tendência se inverte e Witzel abre distância (56% a 27%), e entre os mais escolarizados essa vantagem tem ligeira queda (52% a 32%). Na cidade do Rio de Janeiro, o candidato do PSC tem 46%, e Paes, 41%. No interior do Estado, o ex-juiz alcança 52%, contra 24% do oponente.

Entre quem pretende votar em Jair Bolsonaro (PSL) para presidente, 70% escolhem Witzel para governador, e 18% optam por Paes, com 12% de brancos, nulos e indecisos. Na fatia que prefere Fernando Haddad (PT), o candidato do DEM se sai melhor (63%), e 21% preferem o político do PSC, além de 16% que estão indecisos ou votariam em branco/nulo. A interseção dos votos para presidente e governador, no Rio de Janeiro, é favorável a Witzel, já que Bolsonaro tem ampla vantagem no estado (56% das intenções de voto, ante 26% de Haddad, com 18% de brancos, nulos e indecisos).

Na fatia de eleitores que declaram ter votado em Romário (Podemos) no 1º turno, 55% agora escolhem Witzel, e 28%, Paes. Entre os eleitores de Tarcísio Motta (PSOL), 64% pretendem votar em Paes, e 15%, no candidato do PSC.

Baixa a pesquisa completa