Saltar para o conteúdo principal

Para 58%, Flavio Bolsonaro é culpado no caso das rachadinhas

Opinião Pública -

Sete em cada dez brasileiros adultos (71%) tomaram conhecimento do caso das "rachadinhas" em que o senador Flávio Bolsonaro (Republicanos) é acusado de desviar parte do salário dos seus assessores, quando era deputado estadual do Rio de Janeiro. Desses, 23% estão bem informados sobre o tema, 34% estão mais ou menos informados e 14% estão mal informados. Uma parcela de 29% não tomou conhecimento sobre o assunto - entre os que aprovam o governo do presidente Jair Bolsonaro o índice sobe para 37%.

A taxa de conhecimento é majoritária em todas as variáveis socioeconômicas e alcança patamares mais altos entre os mais instruídos (87%), entre os que possuem renda familiar mensal de mais de cinco salários mínimos (92%) e entre os que reprovam o governo do presidente Jair Bolsonaro (85%).

Para 58% dos brasileiros, o senador Flávio Bolsonaro é culpado no caso das "rachadinhas", para 11%, ele é inocente e 31% não opinaram. Entre os que tomaram conhecimento do caso, 71% avaliam que o senador é culpado, 10% que ele é inocente e 20% não opinaram.

A parcela que avalia que Flávio Bolsonaro é culpado da acusação de desvio de parte do salário de seus assessores alcança índices mais altos entre os mais instruídos (67%), entre os mais ricos (76%) e entre os que reprovam o governo federal (84%). Em contrapartida, a parcela que avalia que o senador é inocente da acusação é mais alta entre os que aprovam o governo do presidente Jair Bolsonaro (23%) e entre os que confiam sempre nas falas do presidente (29%).

Nesse levantamento, entre os dias 08 a 10 de dezembro de 2020, foram realizadas 2.016 entrevistas por telefone com brasileiros de 16 anos ou mais de todas as regiões do país. A margem de erro da pesquisa é de 2 pontos percentuais para mais ou para menos considerando um nível de confiança de 95%.

Baixa a pesquisa completa