Governo Geraldo Alckmin tem sua pior avaliação no Estado de São Paulo

Opinião Pública -

A reprovação ao governo de Geraldo Alckmin (PSDB) no Estado de São Paulo atingiu 30% em novembro, resultado que representa o pior índice do tucano considerando todos os seus mandatos. Em pesquisa realizada em fevereiro deste ano, 24% consideravam a gestão de Alckmin ruim ou péssima, até então a taxa de reprovação mais alta já atingida nos mandatos que ele exerceu à frente do governo estadual. A aprovação ao governo Alckmin teve queda ainda mais acentuado no mesmo período: passou de 38% para 28% o índice dos que o avaliam como ótimo ou bom. Há ainda 40% que consideram o atual governo paulista regular (ante 36% em fevereiro), e 2% preferiram não opinar sobre o assunto.

Leia mais »

Cai aprovação a governo Alckmin

Opinião Pública -

Pesquisa Datafolha mostra que a aprovação ao governo Geraldo Alckmin (PSDB) caiu dez pontos desde outubro passado, e agora, é considerado ótimo ou bom por 38% dos paulistas. Desde as manifestações de junho de 2013 - quando registrou o mesmo índice de agora - é a primeira vez que o tucano enfrenta uma queda de aprovação dessa grandeza. Nos últimos levantamentos Datafolha, entre julho e outubro de 2014, Alckmin apresentou oscilações dentro da margem de erro - sempre entre 46% a 48%.

Leia mais »

Aprovado por 46%, Alckmin tem avaliação estável

Opinião Pública -

A aprovação ao governo Geraldo Alckmin (PSDB) no Estado de São Paulo se manteve estável desde meados de julho: era avaliado como ótimo ou bom por 46%, índice que agora é de 47%. A avaliação regular oscilou de 37% para 36% no mesmo período, e a avaliação negativa, dos que consideram o governo ruim ou péssimo, manteve-se em 14%. A taxa dos que não souberam responder ficou em 3%.

Leia mais »

Estável, Alckmin é aprovado por 41%

Opinião Pública -

A gestão do governador Geraldo Alckmin (PSDB) à frente do Estado de São Paulo é aprovada por 41% dos eleitores paulistas, e uma parcela similar (39%) a avalia como regular. Desaprovam o governo Alckmin 18%, e 3% não opinaram sobre ele. Esses índices seguem estáveis na comparação com novembro do ano passado, quando 41% consideravam a administração do tucano ótima ou boa, 39%, regular, e 17%, ruim ou péssima.

Leia mais »