Corrupção lidera pela primeira vez pauta de problemas do país

Opinião Pública -

A reprovação ao governo Dilma Rousseff (PT) recuou levemente desde o início de agosto, quando um nível recorde de 71% dos brasileiros considerava seu governo ruim ou péssimo, para 67% atualmente. Esse resultado representa o segundo pior índice de rejeição à gestão da petista desde seu início, em janeiro de 2011, e está entre os mais altos já registrados pelo Datafolha desde 1987. Ainda entre agosto e novembro, a avaliação regular do governo Dilma passou de 20% para 22%, a taxa dos que o consideram ótimo ou bom, de 8% para 10%, e 1% não opinou.

Leia mais »

Recorde, rejeição a Dilma atinge 65%

Opinião Pública -

A reprovação ao governo Dilma Rousseff (PT) atinge seu índice mais alto (65%) desde o início do mandato da presidente, em 2011. Na comparação com pesquisa realizada em abril deste ano, o índice de rejeição à gestão da petista avançou cinco pontos (era de 60%), enquanto a aprovação passou de 13% para os atuais 10%. Há ainda 24% que consideram o governo da petista, hoje, regular, ante 27% em abril.

Leia mais »

Reprovação a Dilma para de subir, mas maioria ainda rejeita seu governo

Opinião Pública -

A reprovação ao governo da presidente Dilma Rousseff (PT) oscilou de 62% em março para 60%, o que indica uma avaliação negativa estável em um patamar elevado. A taxa de aprovação à gestão da petista atualmente (13%) é igual à registrada no mês passado (13%), e há ainda 27% que a avaliam como regular (em março, 24%).

Leia mais »

Aprovação a governo Dilma Rousseff cai, e reprovação a petista dispara

Opinião Pública -

No início do segundo mandato, a presidente Dilma Rousseff (PT) atingiu seu pior índice de aprovação desde que tomou posse, em janeiro de 2011. Atualmente, 23% dos brasileiros adultos avaliam a gestão da petista como ótima ou boa, enquanto 44% a consideram ruim ou péssima. Há ainda 33% que avaliam o governo Dilma como regular, e 1% não opinou. Na comparação com dezembro de 2014, houve queda expressiva na taxa de aprovação da presidente (à época, 42% consideravam seu governo ótimo ou bom), e alta na reprovação (24% de ruim ou péssimo, 20 pontos a menos do que atualmente). Na série histórica de avaliações do governo Dilma, seu pior índice de aprovação, até então, havia sido registrado no final de julho de 2013 (30%), e o seu melhor índice, em março do mesmo ano (65%).

Leia mais »