Presidência: Bolsonaro lidera e quatro empatam em disputa por 2º lugar

Eleições -

O bloqueio do registro da candidatura do ex-presidente Lula (PT), o início do horário eleitoral na TV e o atentado contra Jair Bolsonaro (PSL), na última semana, trouxeram uma nova dinâmica à disputa presidencial deste ano, que agora tem o capitão reformado do Exército na liderança isolada, com o dobro de intenções de voto do adversário mais próximo, e seus quatro principais concorrentes embolados na disputa pelo 2º lugar.

Leia mais »

39% votariam em Lula; sem petista, Bolsonaro lidera disputa presidencial

Eleições -

Registrado como candidato do PT na disputa pela Presidência da República, o ex-presidente Lula tem 39% das intenções de voto estimulada e detém a liderança isolada na primeira pesquisa realizada pelo Instituto Datafolha após o início oficial do período eleitoral. Ele tem larga vantagem sobre Jair Bolsonaro (PSL), que tem 19% e é seu adversário mais próximo neste momento. Preso há mais de quatro meses, o petista ainda terá sua candidatura avaliada pela Justiça Eleitoral e poderá ser impedido de concorrer ao seu terceiro mandato presidencial. Sem Lula, Bolsonaro toma a liderança da corrida presidencial, com percentual igual ao de votos em brancos ou nulos, e é seguido de perto pela ex-senadora Marina Silva (Rede).

Leia mais »

Sem Lula, Bolsonaro só é superado por brancos e nulos

Eleições -

Preso há dois meses, o ex-presidente Lula (PT) mantém o índice mais alto de intenção de voto para a disputa da Presidência da República entre os pré-candidatos com nomes colocados para a disputa. Sem o petista, Jair Bolsonaro (PSL) lidera, tendo Marina Silva (Rede) como principal adversária. O ex-governador do Ceará, Ciro Gomes (PDT), fica atrás da candidata da Rede e empata com Geraldo Alckmin (PSDB) nos cenários em que há petistas na disputa, embora leve vantagem numérica sobre o tucano quando também tem como adversários Fernando Haddad e Jaques Wagner. O ex-prefeito de São Paulo e o ex-governador da Bahia estão distantes do patamar de intenção de votos de Lula e não ultrapassam 1% de preferência do eleitorado.

Leia mais »

Preso, Lula mantém liderança em disputa pela Presidência

Eleições -

Preso desde o último final de semana, o ex-presidente Lula (PT) continua sendo o pré-candidato com índices mais altos de intenção de voto para a eleição de outubro - a candidatura do petista pode ser lançada com ele em regime fechado, mas ainda precisaria ser avalizada pela Justiça Eleitoral para se tornar oficial. Na ausência do petista, Jair Bolsonaro (PSL) e Marina Silva (Rede) aparecem à frente, em situação de empate técnico. Outros possíveis nomes do PT - Jaques Wagner e Fernando Haddad - não ultrapassam 2% das intenções de voto, assim como inexiste apoio popular no momento às pré-candidaturas do MDB: tanto Michel Temer quanto Henrique Meirelles também têm teto de 2% nas diferentes situações testadas. Incluído como opção do PSB à Presidência, o ex-presidente do STF (Supremo Tribunal Federal), Joaquim Barbosa, se sai melhor, alcançando até 10% da preferência dos brasileiros, sempre em condição de empate técnico, porém numericamente à frente, de Geraldo Alckmin (PSDB) e Ciro Gomes (PDT), ambos ex-governadores e com disputas presidenciais no currículo. Nomes testados pela 1ª vez, Flavio Rocha (PRB) e Guilherme Afif Domingos (PSD) também não passaram de 1% das intenções de voto, no mesmo patamar do atual presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM), que oscila entre 1% e 2%.

Leia mais »