Preso, Lula mantém liderança em disputa pela Presidência

Eleições -

Preso desde o último final de semana, o ex-presidente Lula (PT) continua sendo o pré-candidato com índices mais altos de intenção de voto para a eleição de outubro - a candidatura do petista pode ser lançada com ele em regime fechado, mas ainda precisaria ser avalizada pela Justiça Eleitoral para se tornar oficial. Na ausência do petista, Jair Bolsonaro (PSL) e Marina Silva (Rede) aparecem à frente, em situação de empate técnico. Outros possíveis nomes do PT - Jaques Wagner e Fernando Haddad - não ultrapassam 2% das intenções de voto, assim como inexiste apoio popular no momento às pré-candidaturas do MDB: tanto Michel Temer quanto Henrique Meirelles também têm teto de 2% nas diferentes situações testadas. Incluído como opção do PSB à Presidência, o ex-presidente do STF (Supremo Tribunal Federal), Joaquim Barbosa, se sai melhor, alcançando até 10% da preferência dos brasileiros, sempre em condição de empate técnico, porém numericamente à frente, de Geraldo Alckmin (PSDB) e Ciro Gomes (PDT), ambos ex-governadores e com disputas presidenciais no currículo. Nomes testados pela 1ª vez, Flavio Rocha (PRB) e Guilherme Afif Domingos (PSD) também não passaram de 1% das intenções de voto, no mesmo patamar do atual presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM), que oscila entre 1% e 2%.

Leia mais »

Flamengo e Corinthians seguem na liderança de torcidas

Opinião Pública -

Apoiadas por 18% e 14%, respectivamente, Flamengo e Corinthians têm as maiores torcidas do Brasil, empatadas no limite da margem de erro do levantamento, que é de 2 pontos percentuais para mais ou para menos quando considerado o total da amostra. O resultado é idêntico ao registrado no último levantamento sobre o tema, em junho de 2014.

Leia mais »

Indicadores mostram queda no pessimismo com economia

Opinião Pública -

A opinião da população segue na direção contrária dos índices oficiais de preços, que apontam para um momento de inflação baixa no Brasil. A maioria (55%) acredita que a inflação irá aumentar nos próximos meses, e somente 12% avaliam que irá diminuir. Para 28%, a inflação irá ficar como está, e 6% não opinaram sobre o tema. Em novembro do ano passado, 60% apontavam para alta na inflação, e os demais se dividiam entre os que acreditavam em queda (11%), estabilidade (24%) ou não responderam (5%).

Leia mais »

Presença de Lula na eleição divide população brasileira

Opinião Pública -

A parcela de brasileiros que acredita que Lula deveria ser preso após o que foi revelado pela Operação Lava-Jato e seus desdobramentos não sofreu alteração com a confirmação da condenação do petista em segunda instância, ocorrida na semana passada. Em setembro do ano passado, 54% declaravam que o petista deveria ir para a prisão. Hoje, diante da mesma questão, esse índice é de 53%. Para 44%, Lula não deveria ser preso (em setembro, 40%), e há 3% que preferiram não opinar (no levantamento anterior, 5%).

Leia mais »

Governo Temer é reprovado por 70%

Opinião Pública -

O governo do presidente Michel Temer (PMDB) é considerado ruim ou péssimo por 70% dos brasileiros, índice similar ao verificado em novembro do ano passado (71%). O índice de aprovação de Temer é de 6%, também no mesmo patamar do levantamento anterior (5%), e há 22% que o consideram regular (em setembro, 23%), além e 2% que não opinaram. Na região Nordeste, a reprovação a Temer alcança 80%, a mais alta entre todos os segmentos.

Leia mais »