Crivella é reprovado por 62% no Rio

Opinião Pública -

A maioria dos eleitores cariocas (62%) avalia como ruim ou péssima a gestão de Marcelo Crivella (Republicanos) à frente da Prefeitura do Rio de Janeiro. Uma parcela de 25% avalia como regular, 12% avaliam como ótimo ou bom e 1% não opinou. Na comparação com a pesquisa anterior, de dezembro de 2019, a avaliação do governo Crivella melhorou. Naquela data, 72% avaliavam como ruim ou péssima a gestão, 20% avaliavam como regular e 8%, como ótima ou boa. Na época a prefeitura enfrentava uma grave crise financeira com reflexos nos serviços de saúde.

Leia mais »

Presidente é mais reprovado que prefeito e governador em Recife

Opinião Pública -

Há sete anos e dez meses à frente da prefeitura do Recife, a gestão de Geraldo Julio (PSB) é vista como ótima ou boa por um em cada três (33%) eleitores da capital pernambucana. Para 38%, o desempenho do prefeito é regular, e 25% avaliam como ruim ou péssimo, além de 4% que não opinaram.

Leia mais »

Governo Kalil é aprovado por 60% em BH

Opinião Pública -

Seis em cada dez eleitores de Belo Horizonte (60%) avalia como ótimo ou bom o governo de Alexandre Kalil (PSD) à frente da prefeitura de Belo Horizonte. Uma parcela de 27% avalia como regular, 12% avaliam como ruim ou péssimo 1% não opinou.

Leia mais »

Em São Paulo, 52% sofreram queda na renda por causa da pandemia

Opinião Pública -

Cerca de metade (52%) do eleitorado da cidade de São Paulo teve diminuição de renda em casa por causa da pandemia. Os demais mantiveram a renda doméstica (41%) ou obtiveram ganho (7%). Entre os mais pobres, com renda mensal familiar de até 2 salários, 55% tiveram diminuição da renda doméstica por causa do coronavírus. Na faixa seguinte, com renda familiar de 2 a 5 salários, a queda de renda atingiu porção similar, de 52%.

Leia mais »

54% defendem Minhocão atual, e 30% preferem parque na via elevada

Opinião Pública -

Quase metade (46%) dos eleitores paulistanos já passou ou costuma passar pelo Elevado João Goulart, conhecido como Minhocão, no centro da capital paulista. Nesse grupo há 38% que passam ou já passaram de carro pela via elevada, e 12% que a utilizam ou já utilizaram para lazer, quando fica fechada para o trânsito de veículos.

Leia mais »