Para 54%, libertação do ex-presidente Lula foi justa

Opinião Pública -

Pesquisa Datafolha mostra que a maior parcela dos brasileiros adultos (54%) avalia como justa a libertação do ex-presidente Lula, ocorrida no início de novembro. Uma parcela de 42% avalia como injusta a sua libertação e 5% não opinaram.

Leia mais »

Moro é ministro mais conhecido e bem avaliado do governo

Opinião Pública -

O Datafolha avaliou o conhecimento e desempenho de oito ministros do governo Bolsonaro, e Sérgio Moro, titular da pasta da Justiça e Segurança Pública, segue como o mais popular entre os nomes avaliados. Ele é conhecido por 93% dos brasileiros, índice estável na comparação com os últimos levantamentos. O ministro da Economia, Paulo Guedes, é conhecido por 80%, índice também estável. Na sequência aparecem Damares Alves, ministra da pasta da Mulher, Família e Direitos Humanos (55% conhecem); Ricardo Salles, do Meio Ambiente (51%); Tarcísio Gomes de Freitas, da Infraestrutura (38%); Ernesto Araújo, das Relações Exteriores (37%); e Abraham Weintraub, da Educação (32%).

Leia mais »

Bolsonaro é aprovado por 30% após um ano de governo

Opinião Pública -

A aprovação ao presidente Jair Bolsonaro (PSL) oscilou de 29% no final de agosto para 30% na primeira semana de dezembro, mês em que completa um ano de governo. Nesse período, seu índice de reprovação passou de 38% para 36%, e a taxa dos que o avaliam como regular passou de 30% para 32%. Há ainda 1% que preferiu não opinar sobre o tema, em patamar estável.

Leia mais »

Rodrigo Maia têm aprovação acima da média entre bolsonaristas

Opinião Pública -

Os presidentes das duas casas do Congresso também tiveram seus nomes avaliados pela população, e Rodrigo Maia (DEM), que preside a Câmara, mostrou-se bem mais conhecido que o presidente do Senado, David Alcolumbre (DEM), com taxas de conhecimento de 76% e 33%, respectivamente.

Leia mais »

Flamengo é time mais popular do Brasil

Opinião Pública -

O Flamengo é o time de futebol com a maior torcida no país: um quinto dos brasileiros adultos (20%) declarou espontaneamente torcer para o time do Rio de Janeiro. Esse índice é o mais alto já observado na série histórica do Datafolha, que começou em 1993. A seguir aparecem Corinthians, com 14%, São Paulo, com 8%, Palmeiras, com 6%, Vasco, com 4%, Cruzeiro, com 4%, Grêmio, com 4%, Santos, com 3% e Internacional, com 3%, entre outros times menos lembrados. Uma parcela de 22% declarou que não torce para nenhum time de futebol (entre os mais velhos o índice sobe para 31%) e 2% citaram a seleção brasileira.

Leia mais »