Maioria é a favor de manter atuais leis e políticas de incentivo à cultura

Opinião Pública -

Pesquisa Datafolha mostra que a maior parcela dos brasileiros adultos (67%) é favorável à manutenção das atuais leis e políticas de incentivo e fomento de atividades culturais, como de teatro, cinema, dança e literatura. Já, para 26%, o governo deveria acabar com essas práticas de incentivo e fomento e deixar que as atividades culturais busquem seus próprios recursos e 7% não opinaram - entre os mais velhos e entre os menos instruídos esse índice sobe para, respectivamente, 13% e 12%.

Leia mais »

Estável, Moro é aprovado por 51% dos brasileiros

Opinião Pública -

O índice de aprovação ao desempenho do ministro Sérgio Moro oscilou de 52% para 51% entre julho e agosto, com manutenção do nível de conhecimento de seu nome (94% dizem conhecê-lo em algum nível). Para 19%, o ex-juiz faz um trabalho ruim ou péssimo, ou seja, reprovam-no, e para 22% ele é regular. A taxa de reprovação ao desempenho de Moro é mais alta entre os mais escolarizados (24%) do que entre aqueles que estudaram até o ensino fundamental (18%) ou médio (18%). Na parcela da população que aprova o governo Bolsonaro, 85% também aprovam Moro.

Leia mais »

70% se opõem a Bolsonaro indicar filho para embaixada nos EUA

Opinião Pública -

A indicação de Eduardo Bolsonaro (PSL) para embaixador do Brasil nos EUA por Jair Bolsonaro é avaliada negativamente pela a maioria da população. Sete em cada dez brasileiros adultos (70%) declararam que o presidente está agindo mal ao indicar seu filho para o cargo, para 23%, o presidente está agindo bem, para 1%, não está agindo bem nem mal e 5% não opinaram.

Leia mais »

Sobe reprovação a governo Bolsonaro

Opinião Pública -

A reprovação ao presidente Jair Bolsonaro (PSL) cresceu de 33% no início de julho para 38% na última semana de agosto, o índice mais alto desde o início de seu governo. No mesmo período, a aprovação à gestão do militar reformado caiu de 33% para 29%, e a taxa dos que a avaliam como regular oscilou de 31% para 30%. Há ainda 2% que preferiram não opinar. Em abril, na primeira avaliação sobre o governo Bolsonaro, 32% consideravam o governo ótimo ou bom, 33%, regular, e 30%, ruim ou péssimo, com 2% de sem opinião a respeito.

Leia mais »