Partidos, Congresso e Presidência são instituições menos confiáveis do país

Opinião Pública -

Dentre 10 instituições, três relacionadas ao universo da representação política lideram empatadas como as menos confiávei do país. Sete em cada dez (68%) declararam não ter confiança nos partidos políticos, 67% declararam não ter confiança no Congresso Nacional (o índice mais alto da série histórica), e 64%, na Presidência da República. As taxas de confiança registradas para as mesmas instituições foram, respectivamente, 31% (2% confia muito e 28% um pouco), 31% (3% confia muito e 28% um pouco) e 34% (5% confia muito e 29% um pouco).

Leia mais »

Para 72%, economia do país piorou nos últimos meses

Opinião Pública -

Pesquisa Datafolha mostra que cresceu a parcela de eleitores que avaliam que a situação econômica do país piorou nos últimos meses. Em comparação coma pesquisa de abril deste ano, a taxa subiu de 52% para 72%, já, a parcela que avaliou que a situação ficou igual recuou de 33% para 20% e a parcela que avaliou que a situação econômica do país melhorou nos últimos meses recuou de 14% para 6%. Esses são os piores índices do governo do presidente Michel Temer.

Leia mais »

Maioria não tem interesse por Copa

Opinião Pública -

A maioria dos brasileiros (53%) não tem interesse pela Copa do Mundo da Rússia, que tem início na próxima semana. Os demais se dividem entre aqueles que têm grande interesse pelo evento (18%), os que nutrem um interesse médio (18%), e aqueles com pequeno interesse (9%), além de 1% que não opinou. Esse índice de desinteresse pela Copa é o mais alto já registrado para o evento, considerando tanto edições anteriores quanto a consulta sobre o interesse pela Copa da Rússia realizada em janeiro deste ano, quando 42% demonstravam falta de interesse pela competição.

Leia mais »

Reprovação a Temer é recorde

Opinião Pública -

O governo do presidente Michel Temer (MDB) bateu um novo recorde de impopularidade e agora é considerado ruim ou péssimo por 82% dos brasileiros, índice superior ao registrado em abril deste ano (70%) e o mais alto já registrado pelo Datafolha desde 1989. Desde que assumiu, em julho de 2016, o índice mais alto de reprovação ao governo Temer havia sido registrado em setembro do ano passado (73%). A gestão do emedebista é aprovada, atualmente, por 3%, que o consideram ótimo ou bom (eram 6% em abril), e 14% avaliam o governo como regular (em abril, 23%).

Leia mais »

Prisão após condenação em segunda instância judicial é apoiada por 57%

Opinião Pública -

Informados de que a Constituição brasileira diz que uma pessoa só pode ser presa até se esgotarem suas chances de provar sua inocência nas instâncias de Justiça disponíveis, e de que em 2016 o STF (Supremo Tribunal Federal) entendeu que pessoas possam já poderiam ser presas após duas condenações, em primeira e segunda instância, os brasileiros foram consultados sobre o tema. As alternativas eram 1) a de defensores de que um acusado de crime tem o direito de ficar em liberdade até que seu processo passe por todas as instâncias judiciais disponíveis, ou 2) a de defensores de que a prisão possa ser realizada logo após um acusado ser condenado em duas instâncias diferentes da Justiça.

Leia mais »