Presidência: Bolsonaro lidera e quatro empatam em disputa por 2º lugar

Eleições -

O bloqueio do registro da candidatura do ex-presidente Lula (PT), o início do horário eleitoral na TV e o atentado contra Jair Bolsonaro (PSL), na última semana, trouxeram uma nova dinâmica à disputa presidencial deste ano, que agora tem o capitão reformado do Exército na liderança isolada, com o dobro de intenções de voto do adversário mais próximo, e seus quatro principais concorrentes embolados na disputa pelo 2º lugar.

Leia mais »

Eliana Pedrosa e Rollemberg seguem empatados no Distrito Federal

Eleições -

Na primeira pesquisa Datafolha após o início do horário eleitoral gratuito na TV e no rádio, Eliana Pedrosa (PROS) e Rodrigo Rollemberg (PSB) seguem dividindo a liderança para o governo do Distrito Federal, tecnicamente empatados dentro da margem de erro da pesquisa, com a ex-deputada distrital numericamente à frente. Pedrosa, que tem o sexto maior tempo de propaganda eleitoral, oscilou de 15%, em agosto, para 18%, e Rollemberg, que tem o quarto maior tempo de propaganda eleitoral, passou de 14% para 15%.

Leia mais »

Cresce vantagem de Paulo Câmara na disputa por governo de Pernambuco

Eleições -

O atual governador de Pernambuco, Paulo Câmara (PSB), aumentou a vantagem sobre Armando Monteiro (PTB) na disputa pelo comando do estado após o início do horário eleitoral nos meios eletrônicos. Na comparação com pesquisa realizada entre os dias 20 e 21 de agosto, o pessebista avançou de 30% para 34% nas intenções de voto, enquanto seu principal adversário, no mesmo período, oscilou de 24% para 25%.

Leia mais »

Paes abre vantagem e lidera disputa pelo governo do Rio de Janeiro

Eleições -

O ex-prefeito do Rio, Eduardo Paes (DEM), alcançou a liderança isolada na disputa pelo governo fluminense após o início do horário eleitoral gratuito no rádio e na TV. Com 24% das intenções de voto, ele impôs vantagem de 10 pontos sobre Romário (Podemos), que tem 14%. Na pesquisa realizada entre 20 e 21 de agosto, ex-prefeito do Rio tinha 18% e estava empatado tecnicamente com o senador do Podemos, que aparecia com 16%. O ex-governador oscilou de 12% para 10% e manteve o empate técnico com Romário.

Leia mais »